icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/04/2014
09:41

O técnico do Arsenal, Arsène Wenger, respaldou a decisão da Fifa de punir o Barcelona e a Federação Espanhola de Futebol por terem infringido a proibição de contratar jogadores estrangeiros menores de idade. O francês afirmou que tanto o clube, quanto a entidade espanhola, não respeitaram as regras.

- A norma é muito simples, não se pode contratar jogadores menores de 16 anos a menos que seus pais se mudem por motivos profissionais. Neste caso, a Fifa entende que os pais se mudaram por razões futebolísticas e, por isso, foram punidos. Simplesmente eles não respeitaram as regras - disse Wenger, em coletiva de imprensa.

Para Wenger, sempre existirá o debate sobre se a família do jovem se muda por motivos profissionais ou não, porque "há mais dinheiro em jogo", e os pais "estarão tentados a dar aos seus filhos a oportunidade de ter uma boa carreira profissional".

O treinador do Arsenal é conhecido por ser um caça-talentos. Alguns dos jogadores descobertos por Wenger foram os franceses Patrick Vieira, Henry e Clichy, o espanhol Fàbregas e o holandês Van Persie.