icons.title signature.placeholder Rodrigo Vessoni
05/07/2014
16:28

Um argentino foi preso por policiais civis após a vitória da seleção de seu país sobre a Bélgica, no Mané Garrincha, em Brasília. O torcedor, que aguarda numa cela localizada ao lado do departamento de polícia, é acusado de agredir brasileiros na saída do estádio. Alguns dos agredidos prestaram depoimento, mas disseram não ter certeza de que levariam o caso adiante.

A reportagem do LANCE!Net acompanhou o diálogo de um representante do Consulado da Argentina com o torcedor preso, que negou ser um barra brava e afirmou torcer para o Boca Juniors. Ele foi chamado pelo nome de Diego.

Vale lembrar que esse torcedor não foi o único argentino preso em Brasília. Pablo Álvarez, conhecido como Bebote, foi detido dentro do estádio durante a partida entre Argentina e Bélgica. Esses não foram os únicos problemas que os policiais do DF tiveram com os argentinos.

Após o jogo, cerca de 4 mil permaneceram nas arquibancadas do estádio, cantando. Os seguranças contratados pela Fifa tentaram tirá-los do estádio, mas todos se recusaram a sair. Cerca de 40 minutos depois do apito final, a polícia militar foi acionada, foi até as arquibancadas e retirou os torcedores, que resolveram sair sem confusão do local.