icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
12/02/2015
14:13

Na última quarta-feira, o Figueirense venceu o Guarani de Palhoça por 2 a 1, chegando aos nove pontos somados. Com o resultado, o time alvinegro se manteve na vice-liderança, mas diminui a distância para a líder Chapecoense.

Ao contrário do que vinha dizendo nas outras rodadas, o treinador Argel Fucks se mostrou satisfeito com o desempenho da equipe em campo, e elogiou seus jogadores. Buscando a formação ideal, o técnico fechou o último treino do Figueira e promoveu alterações no time: além do goleiro Alex tomar o lugar de Luan Polli, também mexeu no sistema tático, escalando três atacantes, com Clayton e Mazola abertos pelos lados.

- Hoje (ontem) mandamos no jogo, conseguimos. Erramos poucos passes. Os volantes viraram bem a bola. Leandro e Pedroso subiram bem ao ataque. Futebol é assim. Vestiário é uma coisa sagrada. O que a gente fala ou explica, fica ali dentro. É importante dar essa puxada. Temos que fazer o nosso trabalho. Quando a gente cobra um jogador, a gente quer mexer com o brio dele. Eles podem render mais e a gente sabe disso. Foi uma partida boa.

Apesar de ter gostado da performance do time, Argel afirmou que ainda não encontrou o time ideal e que continuará a fazer mudanças na escalação.

- Se você não der oportunidade para o jogador jogar, você não vai conhecê-lo. Treino não vale três pontos. Demos oportunidades para o Luan e ele jogou 3 jogos. Eu conheço o Alex, ele já jogou contra mim. Não vamos trazer goleiro novo, principalmente no Catarinense. Temos que dar oportunidade. Aqui não tem cadeira cativa para ninguém. Eu quero isso. Queremos extrair o máximo para cada jogador. Quem vai escalar o time? São eles. Só vou colocar quem tiver melhor.

O Figueirense volta a jogar na próxima quarta-feira, contra a líder Chapecoense, às 22h da noite, na Arena Condá, em duelo válido pela quinta rodada do Catarinense.