icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/06/2014
13:59

Na manhã desta quarta-feira, a Arena Corinthians, palco da abertura da Copa do Mundo 2014, passou por uma simulação contra ataques químicos. Cerca de 180 profissionais estiveram presentes no treinamento, entre eles, militares do Exército Brasileiro, homens do Corpo de Bombeiros, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e a Defesa civil.

A ação é preventiva e tem o intuito de preparar os profissionais que devem atuar na segurança do estádio, conforme explicou Ricardo Piai Carmona, coronel do exército.

- Não é para a população ficar preocupada, isso é um treinamento. As Forças Armadas e os órgãos de segurança pública têm que estar preparados para todo tipo de ameaça. Mas, se Deus quiser, isso não haverá - disse, à Agência Brasil.

Durante o treinamento, policiais militares fizeram o papel de torcedores. As vítimas fictícias saíram por uma rota de evacuação e passaram por um posto de triagem.

No total, são aproximadamente quatro mil militares que vão atuar na prevenção contra atentados químicos, biológicos e radioativos no Estado de São Paulo. As equipes irão se focar em pontos estratégicos com grande concentração de pessoas.

O primeiro jogo da Copa do Mundo na Arena Corinthians será Brasil e Croácia, dia 12 de junho.

Sonho realizado! Arena Corinthians ganha livro