icons.title signature.placeholder Russel Dias
15/06/2014
20:38

A recepção que a seleção da Costa Rica teve em Santos após vencer o Uruguai por 3 a 1, no grupo D da Copa Mundo, foi bem diferente da primeira. Antes, os Ticos chegaram de madrugada, sem qualquer barulho. Neste domingo, após a zebra, uma verdadeira legião de fãs recepcionou os líderes do grupo da morte.

Aproximadamente 100 pessoas ficaram na porta do hotel, localizado no bairro do Gonzaga, aguardando pelo ônibus. Os jogadores mais aguardos foram o atacante Joel Campbell e o goleiro Navas, protagonistas na vitória sobre a Celeste, no último sábado, na Arena das Dunas.

Fãs bloquearam entrada do shopping ao lado do hotel, em Santos (Foto: Russel Dias)

O elástico placar sobre os bicampeões mundiais deram esperança aos costarriquenhos, como disse o diretor de seleções Adrián Gutierrez.

- Estamos esperançosos de passar para a próxima fase, mesmo tendo que enfrentar as potências. Mas o Uruguai se desgastou e nós aproveitamos. Agora temos uma grande chance de passar para a próxima fase, mesmo tropeçando. Estamos preparados para estes compromissos da mesma forma que jogamos a primeira partida - disse.

A festa dos torcedores não impressionou o chefe da delegação, que gostou do que viu.

- Estamos devolvendo o carinho que estamos recebendo, será um agradecimento eterno - afirmou Gutierrez.

Os mais empolgados no meio da multidão não poderia deixar de ser os conterrâneos da América do Norte.

Beto Rodríguez, de 55 anos, conta que veio da Costa Rica em um grupo de 280 pessoas, que estão acompanhando a seleção por todas as cidades que os Ticos forem durante a Copa do Mundo.

- Nós fomos para Natal, agora estamos em Santos e vamos continuar acompanhando. É muito emocionante ver isso tudo de perto - disse o torcedor do Deportivo Saprissa (COS).

O técnico Jorge Luís Pinto volta a comandar o treino na segunda-feira pela manhã, às 8h30, na Vila Belmiro. O próximo desafio será no dia 20 de junho, contra a Itália, na Arena Pernambuco, em Recife (PE), às 13 horas.