icons.title signature.placeholder Igor Siqueira
15/06/2014
12:37

Primeiro foi um rojão na torcida do Chile, em Cuiabá. Depois, uma batucada da torcida da Costa do Marfim com instrumentos musicais - que são proibidos - em Recife. Diante disso, não teve como o Comitê Organizador Local da Copa não admitir as falhas na operação de alguns estádios neste início de Copa do Mundo.

- Tá escrito no ingresso que não é permitido entrar com instrumentos. Se apareceu, é uma falha nossa. Como falamos, é uma coisa que estamos atacando. Não queremos coibir a festa, mas o instrumento pode atrapalhar quem está do lado - afirmou o diretor de comunicação do COL, Saint-Clair Milesi, durante encontro com a imprensa neste domingo, ainda acrescentando outros pontos que necessitam de melhoras na organização da Copa:

- Acesso, stewarding e orientação. É o que estamos procurando melhorar.

O Comitê entende que esses atropelos são fruto, na maioria deles, do atraso na entrega dos estádios. Na abertura do Mundial, por exemplo, teve problema na iluminação da Arena Corinthians.