icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/06/2014
08:00

Em vídeo divulgado pelo site oficial do Corinthians, Guerrero exaltou seu amadurecimento desde que chegou o Timão, em julho de 2012. Quando foi anunciado como reforço do clube do Parque São Jorge, o peruano acabou sendo associado a um carrinho "criminoso" dado no goleiro Sven Ulreich, quando ainda era jogador do Hamburgo, em março de 2012. Mais de dois anos depois, o atacante lembrou nunca ter tomado cartão vermelho com a camisa do Alvinegro.

– Amadureci muito depois das besteirinhas que fiz. Não gosto de perder, ainda mais quando não faço gols. Foram coisas que aconteceram no campo por parte da emoção, então são coisas que já esqueci. Até o dia de hoje não tenho expulsão pelo Corinthians – comentou o camisa 9.

Na ocasião da falta no goleiro rival, o peruano acabou expulso. O Hamburgo perdia para o Sttutgart por 3 a 0, em duelo válido pela 24ª rodada do Campeonato Alemão, quando Guerrero, por trás, acertou um carrinho duro, com a sola de sua chuteira, na perna de Ulreich.

Dois anos antes, em abril de 2010, outro caso de desequilíbrio havia sido protagonizado pelo atacante. O jogador foi multado em € 100 mil (R$ 235 mil) por atirar uma garrafa de plástico em um torcedor, o acusando de ter ofendido seus companheiros de equipe.

Há dois anos no Corinthians, Guerrero levou 15 cartões amarelos e nenhum vermelho. Ao todo, o peruano balançou as redes 30 vezes pelo Timão.