icons.title signature.placeholder Ivo Felipe
05/12/2013
21:41

A Seleção Brasileira de handebol, enfim, chegou a Nis - cidade sérvia que receberá o Grupo B do Mundial feminino da modalidade. Após uma longa viagem que partiu de Viena (AUT), passou por Roma (ITA) e chegou ao município, as jogadoras puderam descansar na noite desta quinta-feira. No entanto, um extravio de parte das bagagens das jogadoras ainda causa transtorno à delegação brasileira. 

Nove malas foram perdidas pela companhia aérea responsável por trazer as jogadoras do Brasil ao país balcânico. Materiais como tênis, roupas e bolas que serviriam para os treinos da Seleção estavam entre os que não vieram a Nis. De acordo com o técnico da Seleção, Morten Soubak, a questão deve ser solucionada ainda nesta sexta-feira. 

- É cedo demais para falar se vai atrapalhar. Pelas informações que recebemos, deve ser possível que as coisas cheguem antes do nosso treino. Hoje, não posso falar se vai atrapalhar. Não deixei isso virar um problema para as jogadoras, porque ainda não é - disse Morten Soubak, na chegada ao hotel que receberá a Seleção. 

O time brasileiro havia programado dois treinos para esta sexta-feira. No entanto, por causa do horário da chegada a Nis, o treino da parte da manhã foi cancelado. Na parte da noite, as jogadoras devem ir a uma escola da cidade para fazer a segunda movimentação. Espera-se que, até lá, o problema com os equipamentos das jogadoras já estejam resolvidos. 

O Brasil estreia nesta sábado no Mundial de Handebol. Às 15h (de Brasília), a Seleção enfrentará a Argélia, considerada a equipe mais fraca do Chave B, que ainda conta Dinamarca, Sérvia, Japão e China.