icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/04/2014
16:20

A derrota para o Ituano no Pacaembu, que eliminou o Palmeiras na semifinal do Paulista, ainda incomoda ao elenco. Marcelo Oliveira disse nesta terça-feira, na Academia de Futebol, que é preciso recuperar-se logo, pois nesta quarta já há o confronto com o Vilhena pela Copa do Brasil, e a reomada da confiança é importante para não perder-se o bom relacionamento formado com a torcida neste início de centenário.

- Não sei como estão todos os torcedores em relação ao nosso trabalho, mas resgatamos muito a confiança do torcedor durante este Paulista. O trabalho no dia a dia foi fazendo o estádio lotar, e eles sentiram com a gente a derrota. É levantar a cabeça, tem que agora tentar esquecer isto, pegar o que foi ruim, tirar de lição, e sabemos que boas coisas vão acontecer. Vamos trabalhar muito para isto - analisou o polivalente.

Durante sua entrevista, o camisa 26 reforçou o fato de o "sonho" palmeirense ter acabado a dois jogos de se concretizar. Agora, o time precisa ao menos de um empate para avançar de fase na Copa do Brasil. Para não sofrer outra surpresa, Marcelo Oliveira pede para que o Alviverde demonstre a mesma postura que vinha tendo durante o Estadual.

- A postura que estava sendo feita, com a mesma entrega, vontade (tem que seguir). Estávamos jogando bem, não pode falar que por este jogo tinha muita coisa errada, estava indo tudo bem. É duro chegar na reapresentação e ver o clima que estava, sabendo de como realmente é. Mas é continuar o trabalho que está sendo bem feito, que vamos colher coisas boas ainda neste ano - acrescentou o jogador.

Passada a primeira chance de conquistar um título no importante ano para o Verdão, o elenco agora aposta suas fichas na Copa do Brasil. Após viver uma das piores eliminações de sua carreira, o jogador falou sobre o "filme" que passou depois da derrota para o Ituano.

- A expectativa era muito grande, então você lembra de tudo, desde o comecinho da pré-temporada. Faltava tão pouco, é um sentimento que não dá para explicar. São 19 jogos no total, e no 17º acabou o sonho. Não dá para ficar muito tempo assim, precisamos buscar forças. Agora vem outra competição, e vamos buscar ela então. A oportunidade está aí - completou.