icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
04/02/2015
08:40

Depois que a direção do UFC anunciou que o exame antidoping realizado por Anderson Silva deu positivo, na madrugada desta quarta-feira, o técnico de Nick Diaz, que foi derrotado do brasileiro no último fim de semana, em luta realizada, em Las Vegas, afirmou que o correto é que o resultado seja revisto. Na opinião de Cesar Gracie, Spider se beneficiou do uso de substâncias ilegais para obter melhor desempenho no combate, que foi decidido no quinto round e por pontos.

- Na minha opinião é necessário que o resultado seja mudado, porque o cara usou drogas que o favoreceram na luta. Silva está com a idade mais avançada, mas se você precisa de anabolizante para lutar, então você não deve lutar - afirmou Gracie, em entrevista ao site norte-americano TMZ.

De acordo com o resultado do exame, que teria sido realizado no início de janeiro, Anderson fez uso de anabolizantes. Por outro lado, no mesmo combate, Nick Diaz foi pego no exame por uso de maconha. Apesar de pedir punição para Spider, Gracie afirmou que a substância encontrada em seu lutar não tem o mesmo efeito que as usadas pelo adversário.

- Qualquer um que tenha um pouco de cérebro sabe que maconha não aumenta a "performance" - ressaltou o treinador.

A luta contra Nick Diaz marcou o retorno de Anderson Silva ao UFC, depois de ter passado o ano de 2014 se recuperando de uma fratura no tornozelo esquerdo, ocorrido na luta contra Chris Weidman, realizada em dezembro de 2013.

Com os resultados nos exames tanto Anderson quanto Nick Diaz serão julgados pela Comissão Atlética de Nevada, no Estados Unidos, no dia 17 de fevereiro. A previsão é de que sejam punidos.