icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/11/2013
20:00

Apesar da boa relação com o elenco do Corinthians, Tite precisou intervir em algumas ocasiões para controlar os jogadores fora de campo. O último caso foi o de Romarinho, que estava abusando nas noitadas. Em entrevista ao LANCE!Net na última terça-feira, o atacante admitiu que "todo mundo saía" quando a equipe vencia, mas que isso ficou no passado.

A comissão técnica, segundo um membro ouvido pelo L!Net, considera que não há como controlar a vida dos atletas fora de campo, e por isso estabelece uma relação de confiança: jogador pode sair, contanto que não prejudique o desempenho nos treinos e, principalmente, nos jogos. No caso de Romarinho, a exposição em noitadas no momento de crise foi tema de uma conversa séria de Tite com ele.

– Ali dentro (do vestiário) o técnico fala. Romarinho chamei a atenção, chamei ele no "breu" – disse o treinador, há duas semanas.

Romarinho tem sido alvo da torcida, que chegou até a fazer protesto na porta do CT com faixas de "cachaceiro". Em outubro, o L!Net já havia mostrado que ele estava sendo cobrado por torcedores e que não gozava do mesmo prestígio com Tite.