icons.title signature.placeholder Luiz Gustavo Moreira, Mariah D'Ávilla e Walace Borges
24/11/2013
07:06

Quando Rafael Marques passou 20 jogos sem marcar um gol, o técnico Oswaldo de Oliveira foi um dos poucos a defendê-lo publicamente. Graças a essa postura, a amizade deles fortaleceu-se e o camisa 20 firmou-se em General Severiano. Não à toa, em conversa com a reportagem do LANCE!Net, o atacante disse que sonha em dar a vaga na Libertadores de presente para o comandante, que não sabe se permanece no clube em 2014. A partida deste domingo, contra o São Paulo, às 19h30, no Morumbi, com transmissão em tempo real pelo LANCE!Net, ajudará a conhecer o futuro do Botafogo e, claro, de Oswaldo.


Rafael Marques conversou com a reportagem do LANCE!Net (FOTO: Alexandre Loureiro)

– Ele tem uma simplicidade e uma educação fora do normal. As pessoas até confundem isso com arrogância, mas não é mesmo. Como profissional, se eu ficar falando dele, vou ficar o dia todo. Tudo que até hoje eu conquistei e posso conquistar, eu devo só a ele. Mas pode ter certeza que a vontade de todos, principalmente a minha, é que ele fique. E, claro, classificar para a Libertadores é importante para isso. Farei de tudo por ele – disse Rafael.

Há três jogos da possibilidade de confirmar uma vaga na Libertadores do ano que vem, Rafael Marques, porém, preferiu concentrar os esforços nos três jogos que faltam no Brasileiro. Para ele, a permanência de Oswaldo será consequência do que a equipe fizer daqui para frente:

– Procuro não pensar nisso agora porque sei que temos jogos importantes. Vou pensar nisso daqui a pouco para não me influenciar.

Se em 2012, Oswaldo, ao insistir, conseguiu manter Rafael Marques no clube em 2013, por que não fazer o mesmo com o treinador para 2014?