icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/07/2013
19:03

No retorno ao Campeonato Brasileiro após pausa em virtude da Copa das Confederações, o Bahia decepcionou sua fanática torcida ao perder para o Corinthians por 2 a 0, neste domingo, na Fonte Nova. Apesar do revés e das falhas ocorridas na partida, o técnico do time, Cristóvão Borges, disse após a partida que enxergou pontos positivos na atuação, garantindo que a paralisação foi proveitosa ao elenco.

- A parada foi excelente. Precisávamos de um tempo para treinar e aproveitamos bem. O resultado foi frustrante e é claro que a ideia não era perder, mas a equipe realizou coisas interessantes e isso foi devido ao tempo que tivemos. Jogamos contra uma equipe de alto nível, os campeões do mundo. Vejo a equipe crescendo, mas se você comete erros contra uma equipe como a do Corinthians, acaba pagando caro. Foi o que aconteceu - analisou Cristovão.

A aprovação do treinador ao comportamento da equipe pode ser levada em conta pelas substituições feitas. As duas mudanças ocorreram pelas lesões de Fernandão e Raul. Segundo Cristóvão, o time teve o controle de boa parte da partida.

- A equipe estava jogando de forma equilibrada, com o controle da partida e trocando passes. Eles jogavam atrás da linha da bola, apostando nos contra-ataques. Nós estávamos bem. Por isso, não senti a necessidade de mexer por opção tática - explicou.

O treinador falou também sobre o próximo compromisso da equipe na competição. Na quarta-feira, em jogo isolado da 11ª rodada, o Bahia enfrenta o São Paulo, no Morumbi.

- No Campeonato Brasileiro, não há distinção de jogo. Todos são difíceis seja fora ou dentro de casa. E independe do adversário ou da posição que ele ocupa na tabela. Nós estamos preparados para as dificuldades que nos esperam - concluiu.

No retorno ao Campeonato Brasileiro após pausa em virtude da Copa das Confederações, o Bahia decepcionou sua fanática torcida ao perder para o Corinthians por 2 a 0, neste domingo, na Fonte Nova. Apesar do revés e das falhas ocorridas na partida, o técnico do time, Cristóvão Borges, disse após a partida que enxergou pontos positivos na atuação, garantindo que a paralisação foi proveitosa ao elenco.

- A parada foi excelente. Precisávamos de um tempo para treinar e aproveitamos bem. O resultado foi frustrante e é claro que a ideia não era perder, mas a equipe realizou coisas interessantes e isso foi devido ao tempo que tivemos. Jogamos contra uma equipe de alto nível, os campeões do mundo. Vejo a equipe crescendo, mas se você comete erros contra uma equipe como a do Corinthians, acaba pagando caro. Foi o que aconteceu - analisou Cristovão.

A aprovação do treinador ao comportamento da equipe pode ser levada em conta pelas substituições feitas. As duas mudanças ocorreram pelas lesões de Fernandão e Raul. Segundo Cristóvão, o time teve o controle de boa parte da partida.

- A equipe estava jogando de forma equilibrada, com o controle da partida e trocando passes. Eles jogavam atrás da linha da bola, apostando nos contra-ataques. Nós estávamos bem. Por isso, não senti a necessidade de mexer por opção tática - explicou.

O treinador falou também sobre o próximo compromisso da equipe na competição. Na quarta-feira, em jogo isolado da 11ª rodada, o Bahia enfrenta o São Paulo, no Morumbi.

- No Campeonato Brasileiro, não há distinção de jogo. Todos são difíceis seja fora ou dentro de casa. E independe do adversário ou da posição que ele ocupa na tabela. Nós estamos preparados para as dificuldades que nos esperam - concluiu.