icons.title signature.placeholder Igor Siqueira
29/06/2014
18:20

Apesar de uma briga ter acontecido entre torcedores brasileiros e uruguaios ainda dentro do Maracanã e um torcedor ter invadido novamente o Centro de Imprensa do estádio na partida entre Colômbia e Uruguai, o Comitê Organizador Local da Copa considerou positiva a ação da segurança na partida pelas oitavas de final do Mundial.

- Os ânimos se acirraram. A segurança funcionou. Não houve tumulto generalizado. A meta é ter zero. Se você teve dois atendimentos de ferimento por briga, está dentro da média. Claro que a área de segurança vai analisar as imagens. Se houve falha na abordagem, vamos ver. De fato, a maneira geral, não concordamos que tem sido uma vergonha. A maioria dos torcedores estão saindo bem em um cenário que não é usual, que é torcer ao lado do rival. A análise vai ser levada para os outros jogos - analisou o diretor de comunicação do COL, Saint Clair Milesi, durante encontro com a imprensa neste domingo.

Sobre a nova invasão à área de trabalho dos jornalistas, o COL disse que o relatório dos seguranças não dão conta de que o torcedor chegou ao espaço interno do estádio, mas não foi o que os jornalistas puderam testemunhar.

- O relatório da segurança disse o contrário. Se de fato houve, é um erro - disse Saint Clair, acrescentando que mudanças no esquema de segurança para as partidas futuras, que venham a envolver rivais sul-americanos, ainda não foram debatidas:

Cada jogo é um planejamento de segurança. As secretarias de segurança fazem as avaliações. É prematuro ainda especular qualquer outra medida que saia do esquema que venha ser aplicada. Isso precisa ser discutido.