icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/06/2014
14:19

Depois de emplacar uma sequência de cinco vitórias consecutivas, Rafael Dos Anjos viu sua chance pelo cinturão dos leves ficar mais distante após a derrota para Khabib Nurmagomedov, em abril. Focado no desejo de retornar o mais rápido o possível ao topo da categoria, o carioca enfrentou Jason High no último sábado, em Albuquerque (EUA), e conquistou um belo nocaute.

Em entrevista ao site oficial do Ultimate, Dos Anjos analisou o resultado e deu a entender que estava sob pressão por um triunfo na hora do confronto. Ele ainda explicou que uma estratégia traçada era cansar o oponente. 

- Cheguei em Los Angeles e tive uma ótima recepção no aeroporto. Precisava dessa vitória, só eu sei o quanto precisava vencer a luta. A gente sabia que ele vinha forte no primeiro round, pois está descendo de categoria. Imaginávamos que o gás dele não ia segurar o ritmo, que ele iria cansar no decorrer da luta - avaliou.

Com a estratégia seguida à risca, o resultado positivo traz novos sonhos ao brasileiro. Companheiro de treinos de Lyoto Machida por muitas vezes, Rafael revela se espelhar no amigo, que disputa o cinturão dos médios contra Chris Weidman, dia 5 de julho.

- A gente treina junto, me espelho bastante nele. É difícil ter a característica dele, de bater e sair com velocidade, mas sempre tento imitá-lo - explicou o atleta da Kings MMA.

Com duas lutas no ano, Dos Anjos pretende rechear ainda mais sua agenda até o fim de 2014. Sem lesões, o lutador já pensa em seu terceiro compromisso na organização em 2014.

- Não me machuquei, então estarei pronto e saudável se pintar uma nova oportunidade em até três meses - finalizou.