icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/11/2014
08:01

O lateral-direito Fagner ainda não sabe se permanecerá ou não no Corinthians em 2015. Apesar do interesse do clube em renovar seu contrato e até comprá-lo do Wolfsburg (ALE), o jogador revelou estar angustiado com a lentidão da negociação entre seu empresário e a diretoria alvinegra.

– Claro que a indefinição me angustia um pouco. Mas o que eu tenho de fazer é um trabalho bem feito e depois deixar nas mãos das pessoas para que elas resolvam o meu destino da melhor maneira possível – afirmou o camisa 35 em entrevista à ESPN Brasil.

O próprio Fagner reconheceu que o clima no clube, como um todo, é de indefinição. Afinal, o Corinthians terá, no dia 7 de fevereiro, eleição presidencial para saber quem será o sucessor de Mário Gobbi Filho. Assim, o lateral mostrou-se compreenssivo, apesar de angustiado, acerca de seu futuro.

– Difícil imaginar. Até pela eleição que será em fevereiro, sobre quem será o presidente. Isso é da diretoria. Não sabemos o que pensará o presidente quanto ao planejamento. Meu empréstimo acaba em dezembro e com o Wolfsburg até 2016. Meu empresário e os clubes estão resolvendo – comentou o jogador.

– Espero que eles resolvam da melhor maneira possivel. Pessoalmente, eu quero ficar. Já estaria bom. Que o presidente pense em mim primeiramente (risos). Depois ele pensa no treinador (risos) – acrescentou, brincando sobre a indefinição acerca do novo técnico da equipe.

Fagner, que foi revelado nas categorias de base do Corinthians, é atualmente jogador do Wolfsburg. No início da atual temporada, ele assinou contrato por empréstimo com o Timão até dezembro. A intenção do clube alvinegro é renovar com o atleta por mais um ano e, em 2016, tentar comprá-lo em definitivo.