icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/12/2013
08:04

Os três filhos do motorista e operador Fabio Luiz Pereira, de 42 anos, e o filho do montador Ronaldo Oliveira Santos, 44, terão os estudos custeados pelo Corinthians e pelo fundo que administrará a Arena antes da quitação dos débitos. A promessa é de Andrés Sanchez, gestor do estádio.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o ex-presidente do Corinthians prometeu esse ressarcimento à família dos operários mortos no acidente, além do dinheiro que as famílias ganharão da seguradora contratada pela construtora Odebrecht.

– Temos de esperar o seguro e as indenizações, mas depois dessa parte, vamos chamar as famílias e ver essa situação de custear os estudos dos filhos até se formarem na faculdade – afirmou Andrés.

Vale lembrar que essa ajuda com os estudos será a terceira parte da indenização. A primeira consistirá no ressarcimento por danos morais, em pagamento único – valor deve ultrapassar os R$ 50 mil, mas pode chegar a até R$ 800 mil, se o caso for levado à Justiça.

A segunda parte será feita pelo período compatível ao que Fábio e Ronaldo pudessem trabalhar para sustentar as famílias. Normalmente, com pagamento de salário mensal até a idade de 65 anos da vítima.