icons.title signature.placeholder Matheus Babo
20/11/2014
19:22

Chamado de irresponsável pelo técnico Vagner Mancini, após perder um pênalti na derrota por 1 a 0 diante do Figueirense, em São Januário, na última quarta-feira, Jobson garante que não se arrependeu em bater o tiro direto contra a equipe catarinense, alegando ainda que ninguém quis se responsabilizar no momento da cobrança. O camisa 10 ainda fez questão de ressaltar que vem jogando no sacrifício para ajudar o Botafogo.

- Eu não me arrependo de ter batido o pênalti. Ninguém quis pegar a bola na hora, deram a bola pra mim. Ninguém quis pegar uma, desculpe o termo, picanha dessas. Chamei a responsabilidade. Todos sabem que estou jogando machucado para ajudar o Botafogo, estou tratando em três períodos para ajudar o Botafogo. Irresponsável eu acho que não sou - destacou o jogador que não poupou críticas ao planejamento do clube e ao mandatário Mauricio Assumpção:

- Eu agora, depois que reintegrei ao grupo, o clube já estava cheio de problemas. Fizeram um monte de m... aqui, o presidente fez uma porrada de m... e vão querer me crucificar porque eu perdi um pênalti? - finalizou.

E MAIS
> Gottardo diz que, no que depende dele, Jobson seguirá trabalhando
> Assim como Jobson, craques já perderam lances capitais. Relembre!
> Briga contra queda fica acirrada e risco do Bota aumenta em 12%

Em setembro, Jobson foi reintegrado ao elenco do Alvinegro, porém, só reestreou diante do Sport, no dia 19 de outubro após um aval do STJD. Em sete partidas, o camisa 10 ainda não conseguiu balançar as redes.