icons.title signature.placeholder Rodrigo Vessoni
26/06/2014
14:01

Enfrentar o Brasil em solo verde e amarelo, diante da torcida local, não preocupa Alexis Sánchez. Na manhã desta quinta-feira, o atacante do Barcelona deixou claro que acha o confronto secundário diante da possibilidade de ver seu time ser prejudicado pelo árbitro.

- O Brasil tem uma grande equipe, tem uma ótima defesa, me sinto feliz em jogar contra o Brasil, o que me preocupa é a arbitragem - afirmou, sem titubear, com uma sinceridade de impressionar.

A preocupação do astro chileno remete ao pênalti inexistente marcado sobre Fred na estreia da Seleção Brasileira na Copa do Mundo.

O jogador, definitivamente, é um personagem à parte. Falastrão, de personalidade forte e arrancando suspiros e até risadas dos jornalistas do seu país, falou em tom de liderança. Além do apito, Sánchez pediu uma mentalidade vencedora ao grupo, lembrando da fama do povo seu país diante dos grandes desafios.

- O chileno, às vezes, não tem uma mentalidade vencedora. Temos que acreditar que podemos fazer grandes coisas, dar alegrias ao Chile. Nunca temos fé diante das potências. Contra Holanda erramos nos detalhes e eles aproveitaram. É isso que temos que fazer para ganhar do Brasil - lembrou.

- Alguns jogadores têm essa mentalidade vencedora. O Vidal tem, o treinador também. Na Copa de 2010 eu não aproveitei tanto e agora eu quero seguir aproveitando e avançando. Os chilenos precisam ter a mentalidade vencedora, como têm os argentinos, que entram em campo já com espírito de vencedor. Viemos ao Mundial para fazer história, ganhamos dos atuais campeões do mundo (Espanha) e podemos vencer o Brasil, sim. Temos de ter ambição quando buscamos coisas grandes na vida - completou.