icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/12/2013
18:23

Depois de entrar em rota de colisão com o presidente do Coritiba, Vilson Ribeiro de Andrade, o meia Alex disse que aguarda uma conversa com o dirigente para definir o seu futuro. Aos 36 anos, o jogador tem contrato até o fim do ano que vem com o clube coxa-branca, e é um dos desejos do Palmeiras para o centenário alviverde. Ele disse que tem "há muito tempo" ofertas de outras agremiações para deixar a capital paranaense.

- Realmente para mim o Coritiba é um mistério para 2014, e tenho preocupação nem como jogador do clube, mas como torcedor. Que Coritiba vamos ver? Como estou falando, não temos treinador, não sabemos quem vai tocar o futebol - lamentou o meia, em entrevista para a "RPC TV".

Após a vitória contra o São Paulo, na última rodada do Brasileiro e que livrou o Coxa do rebaixamento, Alex respondeu às críticas do presidente, que chegou a dizer que o time não tinha vergonha na cara em meio à luta contra a queda.

O Palmeiras, por sua vez, monitora a situação do jogador com o qual venceu a Libertadores de 1999 e mantém conversas frequentes com ele, que irá aproveitar as férias para se isolar com a família e depois decidir seu futuro.

Além da relação com o próprio Verdão, Alex tem laços com o técnico do time, Gilson Kleina, que é seu padrinho de casamento e disse que o jogador seria "muito bem vindo" à equipe do centenário. O meia, por sua vez, disse que tem propostas "há muito tempo" para trocar de clube.

- Tenho (propostas), tenho, tenho há muito tempo, e isto que me deixa assustado, pois vou virar 37 anos e não imaginava que fosse chegar a mim desta forma, mas nunca considerei nenhuma por estar voltado ao Coritiba. Para que comece a pensar nas propostas, tenho que ouvir o Coritiba, clube com o qual tenho contrato e tenho que conversar com o presidente para ver o rumo das coisas - completou.