icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/07/2013
20:45

Apesar da enorme pressão, principalmente no segundo tempo, o Coritiba não fez o dever de casa e ficou no empate por 1 a 1 com o Vitória, neste domingo, no Couto Pereira, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. O ponto só veio graças a Alex, que marcou mais uma vez.

Com o resultado, o Coxa perdeu a chance de retomar a liderança e, com 17 pontos, segue no quarto lugar na classificação. Além disso, perdeu os 100% de aproveitamento como mandante, embora siga como o único invicto na competição. Já o Rubro-negro baiano, com 15, ocupa a sexta posição.

Como era esperado, o Coritiba partiu para cima, sufocando o Vitória. Aos cinco minutos, Alex arriscou da intermediária e a bola explodiu no travessão. Na sobra, Bill não conseguiu aproveitar. Parecia que o gol seria questão de tempo apenas. E de fato foi, mas para o Vitória. Aos oito minutos, Maxi Biancucchi recebeu lançamento da esquerda e, aproveitando bobeada da defesa advesária, invadiu a área completamente livre e tocou na saída de Vanderlei.

LEIA TAMBÉM
- Jogadores do Coritiba lamentam chances desperdiçadas
- Marquinhos Santos enaltece força do elenco coxa-branca

Gol que mudou o panorama da partida. O Rubro-Negro baiano cresceu em campo, atacando mais, enquanto o Alviverde se assustou e passou a errar muitos passes, dependendo muito de Alex para chegar próximo à área. No entanto, a partir dos 25 minutos, o confronto ficou mais equilibrado, com o Vitória sem deixar de atacar, mas o Coritiba pressionando e perdendo gols, com Geraldo, Bill e Alex, principalmente. Era do camisa 10 os lances mais perigosos, com vários chutes de longa distância.

Até que, de tanto insistir, o meia coxa-branca conseguiu balançar as redes, em uma das suas especialidades, a bola parada. Aos 48, Alex cobrou falta com perfeição e acertou quase o ângulo esquerdo de Wilson, que nada pôde fazer para evitar o empate dos donos da casa.

No segundo tempo, o Coritiba não conseguiu voltar com a mesma postura dos minutos finais da primeira etapa e chamou o Vitória para seu campo ofensivo. Só que o time baiano não soube aproveitar estes espaços e viu o Coxa se encontrar em campo a partir dos dez minutos.

Satisfeito com o empate fora de casa, o Leão se preocupava mais em se defender do que atacar. Desta forma, o Alviverde pressionava como um rolo compressor, chegando na área de tudo quanto era jeito, mas acabava esbarrando na marcação.

Os últimos minutos foram de ansiedade no Couto Pereira. Mesmo pressionando e se mantendo praticamente o tempo todo no seu campo ofensivo, o Coritiba não conseguiu superar a retranca baiana e, apesar de acertar o travessão, aos 48, acabou tendo que se contentar com o 1 a 1, que tirou o 100% de aproveitamento em casa.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 1 X 1 VITÓRIA

Local: Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data/Hora: 28/7/2013 - 18h30
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP)
Auxiliares: Celso Barbosa de Oliveira (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
Cartões amarelos: Bill e Raul Ibérbia (CBA); Maxi Biancucchi e Victor Ramos (VIT)
Público/Renda: 16.400 pagantes (18.058 total) / R$ 264.387,00

GOLS: Maxi Biancucchi, aos 8'/1ºT (0-1); Alex, aos 48'/1ºT (1-1)

CORITIBA: Vanderlei; Victor Ferraz, Émerson, Chico e Raul Ibérbia; Júnior Urso (Willian - 15'/1ºT), Bottinelli (Lincoln - 20'/ 2ºT), Robinho e Alex; Geraldo e Bill (Keirrison - 30'/2ºT). Técnico: Marquinhos Santos.

VITÓRIA: Wilson; Gabriel Paulista, Victor Ramos, Fabrício e Tarracha; Michel, Cáceres, Renato Cajá (Vânder - 30'/ 2ºT) e Escudero; Maxi Biancucchi (Camacho - 39'/ 2ºT) e Dinei (André Lima - 32'/2ºT). Técnico: Caio Junior.

Apesar da enorme pressão, principalmente no segundo tempo, o Coritiba não fez o dever de casa e ficou no empate por 1 a 1 com o Vitória, neste domingo, no Couto Pereira, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. O ponto só veio graças a Alex, que marcou mais uma vez.

Com o resultado, o Coxa perdeu a chance de retomar a liderança e, com 17 pontos, segue no quarto lugar na classificação. Além disso, perdeu os 100% de aproveitamento como mandante, embora siga como o único invicto na competição. Já o Rubro-negro baiano, com 15, ocupa a sexta posição.

Como era esperado, o Coritiba partiu para cima, sufocando o Vitória. Aos cinco minutos, Alex arriscou da intermediária e a bola explodiu no travessão. Na sobra, Bill não conseguiu aproveitar. Parecia que o gol seria questão de tempo apenas. E de fato foi, mas para o Vitória. Aos oito minutos, Maxi Biancucchi recebeu lançamento da esquerda e, aproveitando bobeada da defesa advesária, invadiu a área completamente livre e tocou na saída de Vanderlei.

LEIA TAMBÉM
- Jogadores do Coritiba lamentam chances desperdiçadas
- Marquinhos Santos enaltece força do elenco coxa-branca

Gol que mudou o panorama da partida. O Rubro-Negro baiano cresceu em campo, atacando mais, enquanto o Alviverde se assustou e passou a errar muitos passes, dependendo muito de Alex para chegar próximo à área. No entanto, a partir dos 25 minutos, o confronto ficou mais equilibrado, com o Vitória sem deixar de atacar, mas o Coritiba pressionando e perdendo gols, com Geraldo, Bill e Alex, principalmente. Era do camisa 10 os lances mais perigosos, com vários chutes de longa distância.

Até que, de tanto insistir, o meia coxa-branca conseguiu balançar as redes, em uma das suas especialidades, a bola parada. Aos 48, Alex cobrou falta com perfeição e acertou quase o ângulo esquerdo de Wilson, que nada pôde fazer para evitar o empate dos donos da casa.

No segundo tempo, o Coritiba não conseguiu voltar com a mesma postura dos minutos finais da primeira etapa e chamou o Vitória para seu campo ofensivo. Só que o time baiano não soube aproveitar estes espaços e viu o Coxa se encontrar em campo a partir dos dez minutos.

Satisfeito com o empate fora de casa, o Leão se preocupava mais em se defender do que atacar. Desta forma, o Alviverde pressionava como um rolo compressor, chegando na área de tudo quanto era jeito, mas acabava esbarrando na marcação.

Os últimos minutos foram de ansiedade no Couto Pereira. Mesmo pressionando e se mantendo praticamente o tempo todo no seu campo ofensivo, o Coritiba não conseguiu superar a retranca baiana e, apesar de acertar o travessão, aos 48, acabou tendo que se contentar com o 1 a 1, que tirou o 100% de aproveitamento em casa.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 1 X 1 VITÓRIA

Local: Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data/Hora: 28/7/2013 - 18h30
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP)
Auxiliares: Celso Barbosa de Oliveira (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
Cartões amarelos: Bill e Raul Ibérbia (CBA); Maxi Biancucchi e Victor Ramos (VIT)
Público/Renda: 16.400 pagantes (18.058 total) / R$ 264.387,00

GOLS: Maxi Biancucchi, aos 8'/1ºT (0-1); Alex, aos 48'/1ºT (1-1)

CORITIBA: Vanderlei; Victor Ferraz, Émerson, Chico e Raul Ibérbia; Júnior Urso (Willian - 15'/1ºT), Bottinelli (Lincoln - 20'/ 2ºT), Robinho e Alex; Geraldo e Bill (Keirrison - 30'/2ºT). Técnico: Marquinhos Santos.

VITÓRIA: Wilson; Gabriel Paulista, Victor Ramos, Fabrício e Tarracha; Michel, Cáceres, Renato Cajá (Vânder - 30'/ 2ºT) e Escudero; Maxi Biancucchi (Camacho - 39'/ 2ºT) e Dinei (André Lima - 32'/2ºT). Técnico: Caio Junior.