icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes, Rodrigo Vessoni e Thiago Salata
icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes, Rodrigo Vessoni e Thiago Salata
01/07/2013
09:30

Paulinho terminou a Copa das Confederações mais do que consolidado como titular de Luiz Felipe Scolari. Autor de dois gols na campanha do título, o volante foi eleito o terceiro melhor jogador da competição, algo que o atleta diz jamais ter sonhado em conseguir na Seleção Brasileira.

- É gratificante, um sonho. Nunca pensei estar numa situação dessa, em meio a craques, ser o terceiro melhor. É um prêmio em que o grupo me ajudou muito para conquistar - afirmou Paulinho, ainda sem falar sobre seu futuro.

Apesar de o Corinthians já ter acertado a venda do volante para Tottenham (ING), o jogador mantém o mistério que fez durante toda a Copa das Confederações. Ele sempre deixou claro que só se manifestaria ao fim da competição.

- Agora, não tem como eu falar ainda. Acabou, mas é impossível falar. Vou sentar com o Corinthians, com meu empresário, e vocês vão ficar sabendo - afirmou.

Paulinho terminou a Copa das Confederações mais do que consolidado como titular de Luiz Felipe Scolari. Autor de dois gols na campanha do título, o volante foi eleito o terceiro melhor jogador da competição, algo que o atleta diz jamais ter sonhado em conseguir na Seleção Brasileira.

- É gratificante, um sonho. Nunca pensei estar numa situação dessa, em meio a craques, ser o terceiro melhor. É um prêmio em que o grupo me ajudou muito para conquistar - afirmou Paulinho, ainda sem falar sobre seu futuro.

Apesar de o Corinthians já ter acertado a venda do volante para Tottenham (ING), o jogador mantém o mistério que fez durante toda a Copa das Confederações. Ele sempre deixou claro que só se manifestaria ao fim da competição.

- Agora, não tem como eu falar ainda. Acabou, mas é impossível falar. Vou sentar com o Corinthians, com meu empresário, e vocês vão ficar sabendo - afirmou.