icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
04/02/2015
14:56

O Cruzeiro ainda não definiu o patrocinador máster da camisa celeste para esta temporada. O clube segue em negociações com a Caixa Econômica Federal que estampou sua marca no uniforme da Raposa no ano passado. Enquanto vive a expectativa renovar com o banco público, a diretoria mineira

“Estamos ainda trabalhando, procurando outras empresas também, mas a Caixa Econômica ainda não se posicionou em relação a investimento para futebol em 2015. Ainda não tivemos o retorno. A gente segue aguardando para ver o que eles farão, qual a diretriz para esse investimento. Eles não estipularam prazo. Continuamos em contato com eles, semanalmente a gente se fala, mas a situação de momento é que continua indefinido. Mas o Cruzeiro não ficou parado. Estamos conversando com outras empresas também, sem ainda uma definição de quem patrocinará o Cruzeiro em 2015 - disse o diretor de marketing do Cruzeiro, Marcone Barbosa, ao site Superesportes.

De acordo com informações da publicação mineira, o Cruzeiro teria aceitado uma proposta da Caixa de R$ 20 milhões até o fim deste ano pelo espaço na camisa do clube. No entanto, indefinições quanto ao tamanho dos investimentos que serão feitos pelo banco estão atrasando o acordo.

- O que aconteceu com a Caixa Econômica é que desde o ano passado eles demonstraram interesse em patrocinar o o Cruzeiro. No ano passado, a gente tinha contrato em vigor com o Banco BMG e, naquela oportunidade, a formatação do negócio não ficou interessante para o Cruzeiro. Eles chegaram a apresentar proposta, mas, em virtude de termos contrato em vigor, o negócio não evoluiu. Como eles já tinham manifestado o interesse um ano antes, o Cruzeiro acabou ficando sem patrocinador em 2015, era natural que a conversa voltasse a esquentar - disse Marcone Barbos

- A Caixa ainda passa por um processo interno de definição para ver se continuarão investindo no futebol. E continuando a investir no futebol, o caminho é natural que haja uma proposta para o Cruzeiro. O que há de novo, e que eles já passaram para a gente no ano passado, é que investiriam no mercado mineiro em 2015.

Atualmente, o Cruzeiro tem dois patrocínios na camisa. A empresa de laticínios Cemil estampa sua marca na altura da clavícula, enquanto a empresa Vilma Alimentos tem o seu nome nas mangas.