icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/03/2014
12:49

Titular do São Paulo nas primeiras oito partidas do ano, o atacante Ademilson virou uma espécie de 12º jogador do técnico Muricy Ramalho. Quando não começa jogando, ele entra no decorrer dos jogos. No entanto, esse posto ficará ameaçado a partir do momento em que comandante puder contar com Alexandre Pato integralmente, já que no Paulistão ele não pode jogar.

A concorrência acirrada, porém, não desanima o jovem jogador, de 20 anos. Nesta quarta-feira, após marcar quatro gols no treinamento da equipe, Ademilson disse que não teme a disputa no ataque, que conta com Luis Fabiano, Osvaldo, Pabon, além do próprio Pato.

- Na Copa do Brasil, o Pato entrou, e mesmo assim também entrei. Não tenho de ter medo, nada. Se ele vai jogar, tenho de respeitar. Acho que o Muricy tem muita confiança em mim, e tenhno de estar com a cabeça tranquila pra poder ajudar - afirmou o jogador.

No próximo domingo, contra o Botafogo, em Ribeirão Preto, Ademilson terá mais uma oportunidade para se mostrar útil ao grupo. Ele deve jogar como titular, já que Muricy Ramalho deve poupar a maioria do time.

- O Muricy sempre fala da importância do jogo, de ter continuidade. Pra mim é sempre importante, até para dar sequência no Brasileiro - afirmou Ademilson.

A primeira disputa entre Ademilson e Pato foi pelo número da camisa e o reforço do São Paulo para este ano levou a melhor. Antes dono da camisa 11, Ademilson passou a utilizar a 19 e repassou a sua ao companheiro.