icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/04/2014
16:37

Autor do primeiro gol da vitória do Grêmio por 2 a 0 sobre o Atlético Nacional (COL), o atacante Dudu está com espaço consolidado no time. Depois de substituir Zé Roberto, por lesão do camisa 10, o jogador de 22 anos tem sido destaque das últimas partidas. O camisa 7 revela os conselhos do pai Giba Brasil, que também atua como seu empresário, e afirma que o Tricolor precisa ter os "pés no chão" para a sequência da Libertadores.

Dudu marcou seu primeiro gol na Libertadores nesta quarta-feira. Já havia anotado outros três no Gauchão. Mesmo que o Nacional já esteja eliminado da competição, pede seriedade ao time contra os uruguaios, na Arena. As conversas com o pai ocupam o jogador antes das partidas, seja por Libertadores ou Gauchão.

- Nesses momentos em que estamos bem, atravessando boa fase, temos que ter os pés no chão. O Nacional não virá passear em Porto Alegre, então temos que encarar com seriedade. Um dia você está lá em cima, mas nunca sabe se não estará embaixo logo em seguida. Por isso sempre procuro escutar os conselhos que o pai me passa. Conversamos sempre um dia antes dos jogos. Foi assim no Cruzeiro e no Coritiba. Quando estava na Ucrânia era um pouco mais difícil. É sempre muito importante ter alguém que te dá amor e confiança ao seu lado. Agradeço a Deus por ter um pai, empresário, amigo e conselheiro comigo - contou Dudu.

Brasil, por meio da assessoria de imprensa do filho, não esconde a satisfação. Ficou feliz com a camisa 7 dada a Dudu, do ídolo Renato Gaúcho, e do tratamento recebido no clube gaúcho. O primeiro gol na Libertadores deixou o duelo na Colômbia com um aspecto especial para o jogador. 

- A equipe se portou bem em campo durante todo o jogo. Mesmo com o empate no primeiro tempo, nós sabíamos que faltava um detalhe para sair o gol. Caprichamos na finalização das jogadas e o segundo tempo foi ótimo. Somos merecedores dessa vaga, porque lutamos muito. Fiquei feliz por marcar, foi meu primeiro gol na Libertadores. O importante é ajudar sempre - destacou o jovem, que já havia balançado a rede em três oportunidades no Gauchão.