icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/06/2014
07:50

Para o doutor Nabil Ghorayeb, cardiologista do HCor, a situação de Everton Costa - que sofre de uma miocardite - é grave e, seguindo algumas normas da medicina brasileira, é muito difícil que o atacante volte a jogar profissionalmente.

Everton Costa sentiu-se mal em uma partida entre Vasco e Resende, em São Januário, pela Copa do Brasil. O jogador foi levado a um hospital próximo e, após um tempo, exames não apontaram piora, mas, diferentemente do que era esperado, não detectaram melhora. Nesta quarta-feira, o jogador passará por um processo cirúrgico para colocar uma espécie de marca-passo.

Veja abaixo a opinião do especialista:

ACADEMIA LANCE
Dr. Nabil Ghorayeb - Cardiologista e médico do esporte do HCor

Não acredito que Everton Costa volte a jogar

"Segundo as diretrizes da medicina brasileira, não é recomendado que ele volte a jogar futebol. Essa operação pode salvar a vida dele, mas, em minha opinião, não poderá voltar. Um contato mais forte, uma bolada ou algo assim poderá causar danos ou soltar o cabo do aparelho, ou então danos ao gerador do aparelho.

O caso dele é grave e o médico que liberá-lo para atividades como esta, aqui no Brasil, poderá ter problemas por ir contra as diretrizes.

Há um caso de um jogador na Bélgica, mas foi um caso único, uma exceção, não uma regra. Consideramos até que foi uma irresponsabilidade liberar o jogador para voltar a jogar futebol. É um risco grande.

Aqui no Brasil, é muito improvável que algum médico o libere para jogar."