icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/11/2013
12:30

A fase de Jayme de Almeida no comando do Flamengo é mesmo incontestável. De mero interino, supriu bem as necessidades da equipe e passou a permanente. E após garantir a classificação para a final da Copa do Brasil, recebeu a confirmação de Wallim Vasconcelos, vice de futebol do clube, que irá permanecer no Rubro-Negro na próxima temporada. Contudo, Jayme precisa tomar lição no passado para não sucumbir no início do ano, assim como outros treinadores.

A experiência mais recente foi com Dorival Júnior, que assumiu a equipe em julho de 2012, não teve um bom início de trabalho, mas na reta final do Brasileirão conseguiu uma sequência invicta e recuperar a equipe, que vinha mal na competição. No início de 2013, uma cláusula contratual aumentaria consideravelmente o salário do treinador, fazendo com que a diretoria não renovasse o contrato do técnico.

A permanência de Vanderlei Luxemburgo durou um pouco mais. O treinador chegou ao Rubro-Negro em outubro de 2010 e livrou a equipe do rebaixamento. Em 2011, conquistou a Taça Guanabara e a Taça Rio de forma invicta e classificou a equipe para a Libertadores, ficando em 4º no Brasileiro. Porém, entrou em atrito com a diretoria e com Ronaldinho Gaúcho, e acabou sendo dispensado um dia depois da então presidente Patrícia Amorim garantir a permanência do treinador.

Outro que viveu na pele uma saída repentina foi Andrade, que assim como Jayme era interino da equipe. O Tromba assumiu o comando do Rubro-Negro na saída de Cuca, conquistando o hexacampeonato Brasileiro do time, em 2009. Homem de confiança de Delair Dumbrosck - presidente em exercício na ocasião -, o treinador foi esvaziado com a entrada de Patricia Amorim na presidência do Fla.

Após a vitória diante do Goiás, no Maracanã, Jayme lembrou que levar a equipe à final da Copa do Brasil já significava um dever cumprido e evitou falar do futuro na equipe.

- O que falo do dever cumprido é chegar em uma final. É um peso que tiramos, estou muito orgulhoso. Ficamos mais leves e meu compromisso com o Flamengo e com o Wallim é até o dia 8 de dezembro. Só a partir daí devemos conversar sobre o futuro - lembrou.