icons.title signature.placeholder Igor Siqueira e Thiago Correia
02/06/2014
11:34

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, e o governador do estado, Luiz Fernando Pezão, acabaram 'ganhando' de presente da Fifa uma promoção política na abertura do International Broadcast Centre (IBC), no Rio, visando à Copa do Mundo. A entidade distribuiu um panfleto informando quais autoridades participariam do evento e a descrição de cada um dos dois foram praticamente um discurso eleitoral.

No caso do prefeito Eduardo Paes, além de dizer que ele é carioca e está no cargo desde 2009, o texto informou que foi Paes que implementou o BRT e o Bilhete Único. No caso de Pezão, a informação é que ele é candidato ao governo do estado neste ano e pertence ao PMDB.

A assessoria de imprensa do governo do Estado, no entanto, entrou em contato com o LANCE!Net durante a tarde e afirmou, em nota, que todo material foi produzido exclusivamente pela Fifa e o conteúdo não é de responsabilidade do Palácio Guanabara.

Além de Paes e Pezão, a abertura do IBC conta com a presença do secretário-geral da Fifa, Jérome Valcke, o secretário-executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes, o CEO do Comitê Organizador Local, Ricardo Trade, e o diretor de TV da Fifa, Niclas Ericson.

Segue abaixo a nota da assessoria:

"A notícia de que o Governador do Rio 'usou' o evento para 'campanha política' não é correta. O material ao qual a reportagem se refere não foi produzido ou mesmo aprovado por qualquer equipe ligada ao Governador e o partido ao qual ele é filiado, ou mesmo por qualquer equipe do Governo. Cabe informar ainda que, em momento ao algum anterior à produção e à distribuição deste material, o Governo RJ tomou conhecimento a respeito do conteúdo. O material foi produzido exclusivamente pela Fifa, que é responsável pelo mesmo. Portanto, não cabe ao Governador ou ao Governo RJ gerência sobre suas informações"

Nota atualizada às 17h