icons.title signature.placeholder Matheus Babo
icons.title signature.placeholder Matheus Babo
11/07/2013
12:35

Uma grande perda. Foi dessa maneira que o técnico Abel Braga classificou a saída do meia Thiago Neves para o Al Hilal (SAU). O treinador comentou que o camisa 10 era muito adaptado ao clube e querido no grupo, mas ressaltou que a transferência é uma grande oportunidade para o meia de 28 anos e que o negócio foi bom para todos os lados.

- Todo grande jogador quando sai, é uma perda. O Thiago Neves é um jogador inserido dentro da filosofia do grupo. Nós não podemos cortar as pernas do jogador, é uma proposta que ele teve, pela duração estará com 32 anos no fim do contrato, ele mesmo disse que não poderia recusar. Isto é assim, é o futuro, tem que entender o lado do atleta, do clube. Se fosse só bom para o atleta, não seria bom para o clube - explicou.

O treinador comparou a situação atual de Thiago Neves com a que viveu quando ainda era jogador do Vasco. Abelão lembrou que recebeu uma ótima proposta do Paris Saint Germain e que mesmo sendo um dos jogadores mais importantes do time, ele não teve como recusar a oferta do clube francês.

Abel diz que saída de Thiago Neves e Nem não mudou o time

- Quando eu jogava no Vasco, era o segundo capitão atrás do Roberto, que era adorado pela torcida. Mas quando recebi a oferta do PSG, eu coloquei para o presidente que não podia recusar esta oportunidade. Recentemente, recebi um convite da seleção do Irã, mas não aceitei. Já trabalhei nos Emirados e lá é outra história, se tem uma qualidade de vida muito boa. Mas hoje, pela idade que tenho, não posso me dar ao luxo de fazer esse tipo de coisa - brincou Abelão.

Thiago Neves despediu-aw dos companheiros de Fluminense na manhã desta quinta-feira. O jogador irá realizar exames médico no Al Hilal e se for aprovado, assinará um compromisso de quatro temporadas com o clube.

Uma grande perda. Foi dessa maneira que o técnico Abel Braga classificou a saída do meia Thiago Neves para o Al Hilal (SAU). O treinador comentou que o camisa 10 era muito adaptado ao clube e querido no grupo, mas ressaltou que a transferência é uma grande oportunidade para o meia de 28 anos e que o negócio foi bom para todos os lados.

- Todo grande jogador quando sai, é uma perda. O Thiago Neves é um jogador inserido dentro da filosofia do grupo. Nós não podemos cortar as pernas do jogador, é uma proposta que ele teve, pela duração estará com 32 anos no fim do contrato, ele mesmo disse que não poderia recusar. Isto é assim, é o futuro, tem que entender o lado do atleta, do clube. Se fosse só bom para o atleta, não seria bom para o clube - explicou.

O treinador comparou a situação atual de Thiago Neves com a que viveu quando ainda era jogador do Vasco. Abelão lembrou que recebeu uma ótima proposta do Paris Saint Germain e que mesmo sendo um dos jogadores mais importantes do time, ele não teve como recusar a oferta do clube francês.

Abel diz que saída de Thiago Neves e Nem não mudou o time

- Quando eu jogava no Vasco, era o segundo capitão atrás do Roberto, que era adorado pela torcida. Mas quando recebi a oferta do PSG, eu coloquei para o presidente que não podia recusar esta oportunidade. Recentemente, recebi um convite da seleção do Irã, mas não aceitei. Já trabalhei nos Emirados e lá é outra história, se tem uma qualidade de vida muito boa. Mas hoje, pela idade que tenho, não posso me dar ao luxo de fazer esse tipo de coisa - brincou Abelão.

Thiago Neves despediu-aw dos companheiros de Fluminense na manhã desta quinta-feira. O jogador irá realizar exames médico no Al Hilal e se for aprovado, assinará um compromisso de quatro temporadas com o clube.