TENIS - WAWRINKA

(FOTO:AFP)

TÊNIS NEWS
11/09/2016
22:01
Nova York (EUA)

Número três do mundo, Stan Wawrinka voltou a mostrar força na noite deste domingo e derrotou o número 1 do ranking, Novak Djokovic, para conquistar o título do US Open, seu terceiro Grand Slam da carreira.

O suíço superou o sérvio de virada por 3 sets a 1 com parciais de 6/7 (7/1) 6/4 7/5 6/3 após 3h54min na lotada Arthur Ashe, maior quadra do mundo.

Stan repete o feito de Roland Garros em 2015 quando bateu o sérvio na final do Aberto da França e ergue seu terceiro título diferente de GRand Slam em três finais disputadas. Em 2014 ele ganhou o Australian Open batendo Rafael Nadal. Isso significa que ele pode ser o campeão do Career Grand Slam em 2017 caso vença Wimbledon.

Esta foi a 11ª final consecutiva que o suíço vence. Desde junho de 2013 ele n]ao sabe o que é perder uma decisão. Wawrinka leva seu 15º troféu na carreira enquanto que Nole permanece com 66 e 12 Majors conquistados.

O jogo

Djokovic saiu quebrando cedo, abriu 4/1 sacando bem. Wawrika livrou um 0/30 e depois dois set-points no oitavo game e foi pra cima quando o sérvio sacou pro set devolvendo a quebra com dupla-falta do líder do ranking. Só que no tie-break o suíço errou muito, os dois fizeram dois lindos pontos no começo, mas a esquerda de Stan confessou e Djoko fechou por 7/6 (7/1).

Na segunda etapa Djokovic teve um game de 40/15, mas deu duas duplas-faltas entregando a quebra. Stan livrou-se de um 0/40 e abriu 4/1, mas Nole recuperou. Wawrinka fez 5/4 e viu Djokovic errar bastante e ser quebrado perdendo o set por 6/4 em 48 minutos para a vibração do suíço. Foram 14 erros não-forçados do sérvio contra oito de Wawrinka.

A terceira etapa viu Stan ir pra cima, quebrar, abrir 2/0, mas ver um sólido Djokovic rapidamente igualar o encontro. Stan sacava muito e Djokovic ia ficando mais sólido e incomodando. Saque a saque os dois foram confirmando até Djokovic perder dois game-points, errar uma e tomar pancada de direita paralela de Stan que fechou o set por 7/5 em 1h16min.

Na quarta parcial o suíço abriu 3/0, Djokovic sentiu dores no pé, custou a confirmar, pediu atendimento antes da virada do lado, levou o adversário à loucura, pediu desculpas e voltou um pouco melhor, por pouco não devolveu a quebra perdendo três chances. No mental e saque, Stan foi confirmando e livrou um 0/30 para fechar no segundo match-point por 6/3.