Thanasi Kokkinakis (Austrália) treina com raquete emprestada para Jogos Olímpicos

Foto: ITF Olympics

Tênis News
02/08/2016
18:22
Rio de Janeiro (RJ)

A primeira experiência olímpica do jovem australiano Thanasi Kokkinakis, atual 452º do ranking, não começou nada boa. O jovem que está voltando de uma cirurgia no ombro e que está há 10 meses sem competir teve sua bagagem extraviada.

Saindo de Melbourne, na Austrália, Kokkinakis iniciou sua epopeia rumo ao Brasil em um voo de mais de 25 horas com uma escala em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, e quando chegou ao Rio de Janeiro, na manhã desta terça-feira descobriu que parte de sua bagagem, justamente a mala com suas raquetes, havia sido extraviada.

Aos jornalistas presentes, Kokkinakis relatou que verificaria com os jogadores com quem tem contato para ter um material emprestado para já treinar no dia de hoje. "Vou ver o que consigo emprestado para treinar. Será como voltar a jogar como criança", destacou.

O jovem de 20 anos contou que os meses de recuperação da cirurgia no ombro direito foi complicada. "A situação estava ficando ruim e parecia que eu teria que desistir do resto da temporada por causa de dor no ombro. Mas então, de repente, comecei a me sentir muito melhor", pontuou.

Classificado aos Jogos do Rio de Janeiro graças as desistências de Nick Kyrgios e Bernard Tomic, que optaram por somar pontos e jogar torneios com premiação, Kokkinakis se disse feliz em defender a amarelo australiano: "Eles podem fazer o que querem de suas carreiras. Quanto a mim, estou animado para fazer parte deste evento".

Mesmo animado, Kokkinakis é realista, não espera muito de si, apesar de estar treinando bem. "No jogo é diferente", recorda ele que é natural de Adelaide e espera conseguir ser "competitivo".