TÊNIS NEWS
30/06/2016
09:40
LONDRES (ING)

Mais uma polêmica na conta de Bernard Tomic. O australiano, cabeça de chave 19 em Wimbledon, causou revolta em defensores dos Direitos dos Deficientes com um comentário feito em coletiva concedida após sua vitória na primeira rodada, contra Fernando Verdasco.

Perguntado por que esperou oito minutos por Verdasco em quadra, já que os jogadores devem entrar juntos no palco da partida, ele explicou. “Acho que ele estava no vestiário cobrindo algo com uma fita. Quando eu saí (do vestiário), pensei que ele estava indo (para a quadra). Então, fui”, disse. Mas o que causou polêmica foi a frase seguinte.

“De fato, cheguei à quadra muito antes dele e, infelizmente, tive que esperar como um retardado”.

A palavra retardado é usada de maneira ofensiva e desrespeitosa, como uma ofensa, ao contrário de seu real significado, que é de uma pessoa com deficiências mentais.

Clara Lawrence, uma ativista no centro de caridade “Mencap”, pediu para Tomic se desculpar pelo comentário. “Eu gostaria que o jogador se desculpasse e o encorajaria a conhecer pessoas com deficiência de aprendizado, para que ele entendesse por que a palavra machuca tanto e é tão ofensiva”.

No vídeo da coletiva, o tenista aussie parece fazer o comentário de forma ingênua, porém, é claro, muito irresponsável.

Recentemente, algumas polêmicas entraram para o vasto “currículo” de Tomic. Em Wimbledon 2015, ele chamou o ídolo do tênis australiano, Patrick Rafter, de “bom ator”. O comentário fez a TennisAustralia vetá-lo do confronto contra o Cazaquistão, pela Copa Davis.

Já neste ano, em Madri, ele foi acusado de não se esforçar o bastante no jogo contra Fabio Fognini. Após a partida, ele declarou “não ligar para o match point” da partida, porque “tem 23 anos e vale 10 milhões de dólares”.

Desde então, Bernard disse se arrepender dos comentários e acredita ser “algumas vezes mal entendido” pelas pessoas.

Ele ainda não comentou a nova polêmica. Após a vitória contra Verdasco, o australiano enfrentará o moldavo Radu Albot, hoje, pela segunda rodada na grama sagrada.