icons.title signature.placeholder TÊNIS NEWS
icons.title signature.placeholder TÊNIS NEWS
20/08/2015
23:15

O espanhol Feliciano Lopez jogou um tênis impecável para eliminar o número 8 do mundo Rafael Nadal no Masters 1000  de Cincinnati, nos Estados Unidos. De virada, o 23º do ranking mundial precisou de 2h24 para vencer por 5/7 6/4 7/6(3).

O ano sem dúvida não tem sido dos melhores para Rafael Nadal. Após eliminações em rodadas iniciais em grandes torneios, o espanhol segue com dificuldades de engrenar uma boa campanha e, após a derrota desta quinta-feira perde a chance de, possivelmente, protagonizar pela 34ª vez o clássico do tênis mundial contra o suíço Roger Federer. O último encontro entre os ex-líderes do ranking aconteceu em 2014, no Australian Open, quando Nadal venceu por 3 sets a 0. Federer busca uma vaga nas quartas de final contra Kevin Anderson, ainda nesta quinta-feira.

Nadal acusou algumas dificuldades para devolver os saque de Lopez, apesar de ter conseguido uma quebra logo no quarto game do set, abrindo 3/1. Logo em seguida Lopez cresceu e devolveu a quebra sofrida, empatando novamente a partida. Nadal voltou a ter uma quebra no oitavo game e sacou para o set com 5/3, sendo quebrado em seguida. Novamente a parcial seguiu empatada, até que Nadal conseguiu a quebra no 12º game e fechou 7/5.

No segundo set Lopez abriu uma quebra logo no terceiro game e rapidamente ampliou uma vantagem de 3/1. Nadal lutou para devolver a quebra, sem sucesso e Lopez apenas precisou manter seus serviços para fechar a parcial em 6/4, empatando a partida.

Com um set para cada, a última parcial foi a mais disputada, com ambos os tenistas conseguindo manter seus saques sem nenhuma quebra, forçando o tie-break. Na parcial de desempate Lopez levou a melhor pra cima de seu conterrâneo todo o tempo, fechando por 7/3.

Nas quartas de final, Lopez aguarda o vencedor do duelo entre o suíço Roger Federer, hexacampeão do torneio, e o sul-africano Kevin Anderson, 15º.

O espanhol Feliciano Lopez jogou um tênis impecável para eliminar o número 8 do mundo Rafael Nadal no Masters 1000  de Cincinnati, nos Estados Unidos. De virada, o 23º do ranking mundial precisou de 2h24 para vencer por 5/7 6/4 7/6(3).

O ano sem dúvida não tem sido dos melhores para Rafael Nadal. Após eliminações em rodadas iniciais em grandes torneios, o espanhol segue com dificuldades de engrenar uma boa campanha e, após a derrota desta quinta-feira perde a chance de, possivelmente, protagonizar pela 34ª vez o clássico do tênis mundial contra o suíço Roger Federer. O último encontro entre os ex-líderes do ranking aconteceu em 2014, no Australian Open, quando Nadal venceu por 3 sets a 0. Federer busca uma vaga nas quartas de final contra Kevin Anderson, ainda nesta quinta-feira.

Nadal acusou algumas dificuldades para devolver os saque de Lopez, apesar de ter conseguido uma quebra logo no quarto game do set, abrindo 3/1. Logo em seguida Lopez cresceu e devolveu a quebra sofrida, empatando novamente a partida. Nadal voltou a ter uma quebra no oitavo game e sacou para o set com 5/3, sendo quebrado em seguida. Novamente a parcial seguiu empatada, até que Nadal conseguiu a quebra no 12º game e fechou 7/5.

No segundo set Lopez abriu uma quebra logo no terceiro game e rapidamente ampliou uma vantagem de 3/1. Nadal lutou para devolver a quebra, sem sucesso e Lopez apenas precisou manter seus serviços para fechar a parcial em 6/4, empatando a partida.

Com um set para cada, a última parcial foi a mais disputada, com ambos os tenistas conseguindo manter seus saques sem nenhuma quebra, forçando o tie-break. Na parcial de desempate Lopez levou a melhor pra cima de seu conterrâneo todo o tempo, fechando por 7/3.

Nas quartas de final, Lopez aguarda o vencedor do duelo entre o suíço Roger Federer, hexacampeão do torneio, e o sul-africano Kevin Anderson, 15º.