Rafael Nadal

Rafael Nadal em Indian Wells: Crédito: BNP Paribas Open

Tênis News
25/03/2016
18:53
Miami (Estados Unidos)

Rafael Nadal fará sua estreia no Masters 1000 de Miami, nos Estados Unidos, neste sábado, e por isso atendeu a imprensa para uma coletiva e comentou entre outras coisas o futuro do tênis e da possível mudança de Miami.

Rumores dão conta que em virtude da falta de um acordo de ampliação entre os administradores do clube de Key Biscane, onde é realizado o Masters de Miami, e os organizadores, a competição mudará de sede nas próximas edições. Nadal, três vezes vice-campeão do torneio, foi convidado a comentar a possível mudança:

"Penso que é óbvio que Miami é uma cidade maravilhos e é inacreditável para nós estar aqui, jogar aqui... para o povo latino, os espanhóis, nós nos sentimos muito próximos porque há uma grande comunidade de latinos aqui. Então, na minha opinião, não será bom para o torneio se mudar. Ao mesmo tempo, é óbvio que algumas coisas precisam acontecer... todos os torneios têm melhorado... feito melhorias, facilidades e tudo mais, e é verdade que este torneio não tem feito 'acontecer' há um tempo... (Com) Indian Wells e Miami em sequência, você vê todas as coisas que Indian Wells melhorou dia após dia. Miami obviamente tem, provavelmente, dificuldades de fazer algo grandioso orque vocês estão no meio da cidade. Então provavelmente, esta comparação não têm ajudado ao torneio. Mas segue um torneio maravilhoso, certamente. Eu amo estar aqui, Amo o torneio. E adoraria seguir o assistindo por aqui", opinou.

Nadal também foi questionado sobre uma recente declaraçção de seu tio e treinador, Toni Nadal, que afirmou que o tênis está sendo modificado para ser um saque forte e um golpe de "muita força e velocidade e pouca habilidade e tática". Rafa concordou com o tio e chamou atenção ao que pode ser uma 'despopularização' do esporte.

“O esporte em geral precisa melhorar em todos os aspectos, e é óbvio que os jogadores de hoje são mais altos que antes. A raquete bate mais duro na bola que há quatro anos. Ao mesmo tempo, é verdade que nada mudou em nosso esporte em termos de regras. Então neste momento, é óbvio que o tênis tem tido um tremendo sucesso por um longo tempo, agora. O esporte é saudável, mas ao mesmo tempo nós precisamos avançar e prever o futuro. Não estou falando de minha geração, mas a próxima geração. As pessoas, na minha opinião, gostam do drama, dos rallies. Eu não me lembro de jogos maravilhosos onde apenas estava um saque e um golpe. Os jogos que as pessoas se lembram mais, são os lentos com pontos inacreditáveis, e o aplauso das pessoas ou suas emoções não estão apenas com um saque ou um golpe. As pessoas ficam emocionadas quando os pontos são intensos, longos. Se todo o tempo fizermos isso acontecer cada vez menos, é óbvio que nosso esporte por estar em apuros no futuro".