Andy Murray

Andy Murray (Foto: AFP)

TÊNIS NEWS
11/07/2016
15:56
Ponte Vedra Beach (EUA)

Para quem achava que era barbada Novak Djokovic terminar mais um ano no topo o novo ranking desta segunda-feira mostra que não é bem assim. Andy Murray, vice-líder, cortou mais de três mil pontos com a conquista de Wimbledon no domingo.

A vantagem que era de 8 mil agora é inferior a 5 mil com o sérvio perdendo 1910 pontos com a terceira rodada diante de Sam Querrey e ficando com 15040 enquanto que o escocês somou dois mil e foi a 10195.

A vantagem é próxima no ranking do ano que se tornará o de entradas em novembro, apenas 815 de vantagem do sérvio pro escocês, menos que um título de Masters 1000.

Roger Federer, que defendia final e fez semi, ficou com 5945 e vendo Rafael Nadal pelo retrovisor. O espanhol, que não jogou o torneio, ficou com 5290 na quarta posição. Stan Wawrinka ficou em quinto seguido por Kei Nishikori que só tem cinco pontinhos para o vice em Londres, Milos Raonic. Tomas Berdych tomou o lugar de Dominic Thiem e Jo Tsonga subiu dois fechando o top 10.

Quadrifinalista causando a maior surpresa do evento, Sam Querrey subiu 12 e é o 29º.