Gaël Monfils voa para salvar bola em Melbourne. Foto: Tennis Australia/Ben Solom

Gaël Monfils voa para salvar bola em Melbourne. Foto: Tennis Australia/Ben Solom

TÊNIS NEWS
09/11/2016
12:56
Londres, Inglaterra

O ATP Finals terá nesta temporada terá dois estreantes: Dominic Thiem e Gael Monfils. No caso do austríaco de 23 anos a ascensão é vertiginosa. Já Monfils, aos 30 anos, parece finalmente colher frutos de todo o potencial que demonstrou ao longo da carreira.

O parisiense chegou a ser número 7 do mundo, mas nunca fechou uma temporada dentro do top 10. Iniciando a temporada como 25º do ranking, Monfils chega no World Tour Finais como sexto classificado e aponta os principais ‘culpados’ pelo feito.

“Meu treinador me ajudou muito, mas meu preparador físico também tem muito crédito nisso tudo,” comentou o francês. “Juntos temos feito um grande trabalho desde o ano passado e mudamos muitas coisas, como minha rotina e minha forma de treinar e descansar.”

A respeito do resultado mais importante do ano que foi, deixando de lado os títulos, a semifinal do US Open, Monfils relembra do feito com um gosto agridoce.

“Fiquei muito feliz, mas muito decepcionado ao mesmo tempo para ser sincero. Tinha muitas expectativas neste último Grand Slam, isto me ajudou muito a crer em mim e ser mentalmente mais forte.”

As derrotas, causadoras de sua grande irregularidade, já não lhe afetam tanto, algo que o francês determina como vital para seu atual momento.

“As pessoas esquecem que nós crescemos emocionalmente também. Acabo de completar 30 anos e tenho uma visão diferente da vida. É uma mudança completa de mentalidade e estilo de vida, isso me ajuda a me adaptar mais facilmente às ideias do meu treinador.”

Por fim, Gael se mostra com muita confiança em si mesmo no último torneio da temporada. “O final de temporada é sempre mais difícil. Mentalmente, tem sido muito exigente para mim, mas me sinto cada vez mais confiante pois tenho vencido muitas partidas. Sinto que meu jogo está fazendo frente aos tops, então tenho muita fé em mim.”