Johanna Konta

Johanna Konta (Crédito: Tennis Australia)

TÊNIS NEWS
31/08/2016
21:57
NOVA IORQUE (EUA)

A britânica Johanna Konta, 14ª do ranking e 13ª favorita no US Open 2016, esteve em apuros no seu jogo de segunda rodada contra a búlgara Tsvetana Pironkova, 71ª, mas conseguiu passar à próxima fase.

Em 2h32, ela fez 6/2, 5/7 e 6/2. Mas o susto veio quando ela, liderando por 1 set a 0, sacava em 5/6 na segunda parcial, e, com set point contra, teve uma hiperventilação – problemas de respiração – que quase a fez desmaiar. O jogo foi imediatamente paralisado e ela precisou ser amparada.

“Meu batimento cardíaco disparou e eu não conseguia controlar minha respiração. Comecei a respirar muito rapidamente e tremer. Por isto, fui para o chão: porque eu estava tremendo violentamente”, declarou.

“Basicamente, foi muito constrangedor”.

A ajuda médica chegou após alguns minutos e Konta foi atendida, alegando estar com a visão turva e batimentos cardíacos acelerados.

Voltando à quadra, a britânica cometeu uma dupla falta e perdeu o set. Na sequência, fez uma longa pausa no banheiro, descrita por Pironkova como “longa demais e com fins de voltar (mentalmente) ao jogo”. No terceiro set, a top 15 repetiu o placar da primeira etapa e saiu de quadra vencedora.

“Levamos nossos corpos a seus limites. Eu definitivamente atingi um de meus limites. O que aconteceu foi a reação dele”, disse Konta, acrescentando que sentiu as condições úmidas de Nova Iorque e seus próprios níveis de energia, que provavelmente não estavam muito altos.