Ferrer vibra com a conquista do ATP de Auckland (Foto: Nigel Marple/Reuters)

Ferrer vibra com a conquista do ATP de Auckland (Foto: Nigel Marple/Reuters)

LANCE!
06/11/2015
17:01
Paris (França)

O espanhol David Ferrer, oitavo do ranking da ATP, fez hora extra em quadra hoje pelas quartas de final do Masters 1000 de Paris, na França, mas acabou derrotando o norte-americano John Isner, 13º da ATP, e encara Andy Murray na semifinal da competição.

Em batalha de 2h26 Ferrer fechou o placar em 6/3 6/7 (6) 6/2 tendo convertido três aces contra 17 do norte-americano, que disparou 45 bolas vencedoras contra 31 do espanhol, que cometeu 45 erros não-forçados contra 50 de Isner.

Em um primeiro set disputado, Ferrer iniciou a partida salvando breakpoint e já tentando pressionar o adversário. A quebra de saque veio no sexto game, onde o espanhol abriu 3/1 e saque e administrou a vantagem.

Na segunda etapa, o jogo seguiu parecido ao primeiro set, o espanhol conquistou quebra de saque no quarto game e foi administrando a vantagem.

Ferrer chegou a sacar para o jogo com 5/3 no segundo set, mas trabalhou com segundo serviço, viu o norte-americano salvar dois match-points, devolver a quebra de saque, igualar o placar, forçar o tiebreak, vencê-lo com muita dificuldade e forçar o set

Ao fim desta batalha de 56 minutos de duração, Isner já demonstrava sinais de cansaço, mas seguia sua luta, pois a vitória o colocaria entre os dez melhores do mundo.

Apesar da vontade, não deu muito certo para o norte-americano, que abriu o terceiro set salvando duas chances de quebra, mas não suportou e foi quebrado no terceiro game e novamente no quinto, quando no intervalo pediu atendimento médico. Com 5/1 no placar, Ferrer administrou a vantagem e se garantiu na semifinal.

Ali, o espanhol desafia o escocês Andy Murray, terceiro do ranking, a quem já enfrentou 16 vezes no circuito e venceu em seis oportunidades. O escocês, que tem dez vitórias no confronto direto, venceu o último encontro com o espanhol, este ano, também em Paris, pelas quartas de final de Roland Garros.