Um dos maiores tenistas da história, Federer busca mais um ouro olímpico

(Foto: AFP / GREG WOOD)

TÊNISNEWS
27/06/2016
17:11
Londres (Inglaterra)

Não foi nada fácil, mas o suíço Roger Federer estreou com vitória em sua caminhada rumo ao oitavo título de Wimbledon, o terceiro Grand Slam do ano que é disputado na grama sagrada do All England Club, em Londres, na Inglaterra.

O atual número três do mundo e dono de 17 títulos de Grand Slam teve no canhoto argentino Guido Pella, 52º colocado da ATP, um adversário encardido, mas venceu nos detalhes em sets diretos, parciais de 7/6 (7/5) 7/6 (7/3) 6/3 em 2h04min de partida. Essa foi a 80ª vitória do natural da Basileia na mítica grama do All England Club, onde possui sete títulos e busca o neste ano a oitava conquista, que o colocaria isoladamente como maior vencedor do torneio.

Na segunda rodada, Federer vai enfrentar o azarão britânico Marcus Willis, apenas 772º do mundo e que venceu hoje sua primeira partida de Grand Slam após o furar o quali. Ele superou o lituano Ricardas Berankis, 54º do mundo, por 6/3 6/4 6/4.

O JOGO

O primeiro set foi muito equilibrado com os dois tenistas sustentando bem o serviço. No oitavo game, Pella salvou os dois único break-points da parcial. O set caminhou então para o tie-break onde Roger logo largou na frente com 5/1. O suíço então fez 6/2, mas precisou de quatro set-points para fechar por 7/6 (7/5).

Na segunda etapa, Federer começou pressionando, teve quatro break-points no primeiro game, não aproveitou a chance e quase viu o set escapar no fim precisando se livrar de um 0/30 sacando com 5/6. A parcial foi novamente ao tie-break, e assim como no set anterior Federer largou na frente, abriu 4/0 e fechou com 7/3 no erro de direita do argentino.

A terceira parcial seguia o mesmo panorama com os dois confirmando e vencendo seus games de saque até que no oitavo game o suíço conseguiu a única quebra do jogo com winner de direita. Federer então sacou firme e fez 6/3 fechando o jogo.

Ao todo foram 51 winners e 18 erros não-forçados de Federer na partida contra 23 bolas vencedoras e 10 equívocos de Pella.