Ferrer (Foto: Ricardo Ramos)

David Ferrer (Foto: Ricardo Ramos)

TÊNIS NEWS
30/06/2016
11:02
LONDRES (ING)

Fora do top 10 pela primeira vez desde 2010, o espanhol Davis Ferrer, 14º da ATP, continua numa temporada pouco inspirada. Na manhã desta quinta, ele caiu, em 1h58min, para o francês Nicolas Mahut, 51º, um especialista na grama, ao contrário de David, por 6/1, 6/4 e 6/3.

Nesta temporada, Ferrer não conseguiu defender seus títulos no Rio Open e em Acapulco, dois ATPs 500, nem em Doha, um 250, resultados que fizeram-no sair do grupo dos dez melhores do mundo. Eliminado nas oitavas de Roland Garros, um resultado bem abaixo do esperado, ele teve uma temporada de grama, superfície em que apresenta pior desempenho, pobre, com eliminações precoces em ‘s-Hertogenbosch e Halle.

Suas campanhas talvez indiquem uma decadência na carreira, algo que todos no tênis questionavam quando viria, devido à relação entre sua idade, 34 anos, e seu jogo, muito baseado na capacidade de chegar com gás na maior parte das bolas. A incrível consistência apresentada há quase uma década, entretanto, depõe a seu favor, e Ferrer não pode ser descartado como um tênis perigoso em qualquer torneio.

Quem está no melhor momento da carreira e avançou à terceira rodada foi o belga David Goffin. 11º favorito no All England Club, ele passou sem problemas pelo especialista em duplas Edouard Roger-Vasselin, da França, por 6/4, 6/0 e 6/3, e enfrentará o uzbeque Denis Istomin, bastante perigoso no piso, que derrotou o espanhol Nicolas Almagro, algoz de Rogério Dutra Silva, por 6/4, 7/6(5) e 6/2.