Novak Djokovic

Novak Djokovic. Crédito: André Valle

LANCE!
01/04/2016
17:55

Novak Djokovic, número 1 do mundo, teve um duelo difícil, mas passou pelo bravo belga David Goffin, 15º colocado, para atingir sua oitava decisão no Masters 1000 de Miami, na Flórida, torneio sobre o piso rápido.

O sérvio superou o rival por 2 sets a 0 com parciais de 7/6 (7/5) 6/4 após 2h04min de duração debaixo do calor da ilha de Key Biscayne.

Campeão por cinco vezes em 2007, 2011, 2012, 2014 e 2015 mais vice em 2009, ele buscará o troféu diante do vencedor do duelo entre o japonês Kei Nishikori, sexto colocado, e o australiano Nick Kyrgios, 26º.

Djokovic somou sua 15ª vitória seguida no torneio, a 41ª em 46 partidas - última derrota para Tommy Haas nas oitavas em 2013.

O jogo

Na primeira etapa uma verdadeira batalha. Goffin quebrou em 4/3 com direita fora de Nole, mas o sérvio não deixou barato e virou pra 5/4. David não baixou a guarda, foi confirmando e no tie-break mais batalha. Djokofez 4a 2, mas permitiu o empate com erro. Goffin teve smash pra sacar em 5 a 4, mas não foi com convicção e perdeu o ponto a seguir. Teve bolas para empatar em 6 a 6, mas Nole se defendeu muito, contou com a sorte em bola na fita e deu belo lob forçando erro do adversário. Fechou o incrível set em 7/6 (7/5) em 1h14min.

Na segunda etapa os dois foram confirmando em jogo que seguiu intenso. No quinto game Goffin pressionou com 15/30, Nole virou e deu uma torcida no pé, levou uma advertência do árbitro ao demorar a sacar, reclamou com o juiz e com raiva acelerou direita para confirmar. No game seguinte Goffin perdeu a intensidade, errou demais e Novak quebrou, abriu 5/3 e fechou por 6/4 com bons saques. Exausto, Nole colocoua mão na boca, deu um beijo e retribuiu à quadra.