Djokovic

(Foto: AFP / KARIM JAAFAR)

Tênis News
22/01/2016
09:26
Melbourne (Austrália)

Parecia que seria mais um atropelo do número um do mundo,e apesar do domínio apresentado no primeiro set, Novak Djokovic passou um sufoco na mão do italiano Andreas Seppi, 29º da ATP, mas se garantiu nas oitavas de final do Australian Open.

Djokovic precisou de 2h21 para fechar o placar em 6/1 7/5 7/6 (6) tendo convertido nove games contra cinco do italiano, que cometeu 38 erros não-forçados contra 37 do sérvio, que bateu 34 bolas vencedoras contra 29 de Seppi.

Garantido nas oitavas de final, o penta campeão do Australian Open encara o francês Gilles Simon que passou fácil pelo argentino Federico Delbonis em 6/3 6/2 6/1.

Nole e Simon já se enfrentaram dez vezes no circuito profissional. O sérvio venceu os últimos nove encontros entre eles, tendo apenas perdido o primeiro em 2008 pelo ATP de Marselha. O último encontro entre eles foi pelo Masters 1000 de Paris em 2015 e Nole venceu em sets diretos.

O jogo

Algoz de Roger Federer na terceira rodada da edição 2015 do Australian Open, Seppi tinha a ingrata missão de tentar eliminar um favorito pela mesma rodada da competição e para isso contou com apoio da torcida na Margaret Court o tempo todo.

Entretanto, isso não intimidou o melhor tenista do planeta que entrou em quadra decidido a passar pouco tempo ali. Sem muitos erros, Djokovic conquistou a quebra de saque no segundo game com uma bela bola no contrapé do italiano e voltou a romper o serviço do rival no quarto game abrindo 5/0 no placar. Seppi não se rendeu, furou a possibilidade de pneu para delírio da torcida e viu o primeiro set ir embora após 29 minutos de disputa.

No segundo set a partida ganhou outro ritmo. Melhor do fundo de quadra e agressivo na devolução, Seppi passou a pressionar aos poucos o serviço de Djokovic, que por sua vez não conseguia mandar nas disputas de pontos nos games de saque do italiano. Com a disputa equilibrada, em pontos longos e bem técnicos, a chance da quebra veio no décimo primeiro game, após Djokovic ser agressivo na devolução e Seppi bastante defensivo. Com a quebra a seu favor, o sérvio confirmou game rapidamente.

Na terceira parcial o jogo seguiu o mesmo ritmo de belas jogadas e pontos bem disputados. Djokovic precisou salvar dois breakpoints no quarto game de saque, não conseguiu ter chances de quebra no serviço de Seppi e viu a partida ir ao tiebreak.

Ali, o sérvio saiu com mini-quebra á frente já no quarto ponto em erro bobo do italiano, que devolveu o mini-break no sétimo ponto da disputa após dominar na devolução. Seppi que tinha 4/2 contra no placar foi para 6/4 e teve dois setpoints, salvos de maneira magistral por Djokovic com bolas de fundo. Nole chegou ao match-point ao acertar a linha de base e ver o italiano errar e na sequência sacou firme e fechou a partida.