Roger Federer

Divulgação

Tênis News
31/10/2017
14:10
paris (França)

O diretor do Masters 1000 de Paris Bercy, o ex-top 10 Guy Forget, não está nada contente com a decisão de Roger Federer, vice-líder do ranking mundial, de desistir da competição para descansar e se preparar para a disputa do WTA Finals.

Forget viu pela segunda vez no ano vê Federer desistir de competir em um torneio onde é diretor, já que o suíço não disputou Roland Garros, e não escondeu seu descontentamento: "Você pode imaginar meu desapontamento, minha frustração. Eu estava com seu agente (Tony Godsick) ao telefone e ele me disse sobre a vontade de recuperar porque ele está no final. Então já soubemos", disse ele em entrevista ao jornal francês L'Equipe.

"Não temos recurso contra isso. Estamos todos tristes, fizemos todos os esforços por semanas e algunas meses para ter Roger e Rafa [Nadal] no mesmo ambiente", completou
“Infelizmente, Rafa está sozinho", seguiu: "Existe outro grande campeão, mas estou convendido que os parisienses fãs de Roger está desapontados".

Forget considera que aos 36 anos é preciso mais atenção ao corpo do que aos 25, mas destacou: "Os Masters 1000 são os nove maiores torneios do calendário".

"Quando um jogador, quem quer que seja, perde esses torneio, isso enfraquece a credibilidade do circuito. Parabenizo a todos que fazem o esforço. Alguns são diminuídos", pontuou.
“Rafael Nadal está aqui. Outros fizeram o esforço. Alguns tiveram cirurgia, você não pode tirá-los da cama de um hospital", seguiu em referência provavel a Stan Wawrinka.
“Quando um jogador vence um torneio a 500 quilômetros e não está aqui na semana seguinte, somos obrigados a ficar tristes", finalizou.