Thomaz Bellucci

Thomaz Bellucci. Crédito: Bianca Gentil

TÊNIS NEWS
24/02/2016
22:59
São Paulo (SP)

A chuva em São Paulo nesta quarta-feira interrompeu duas partidas e adiou o resto da rodada no Torneio Aberto Internacional de Tênis do Brasil - Brasil Open 2016. A programação de quinta-feira, com início às 11h no Esporte Clube Pinheiros, terá as estreias dos favoritos Benoit Paire, Pablo Cuevas e Thomaz Bellucci.

A dupla olímpica brasileira, formada por Marcelo Melo e Bruno Soares, encara o espanhol Nicolás Almagro e Eduardo Russi às 12h na Central. Em seguida, será reiniciada a partida em que o espanhol Iñigo Cervantes liderava contra o esloveno Blaz Rola, por 7/6(4) e 2/1. Bellucci entra na sequência contra o lucky-loser espanhol Roberto Carballes Baena, por voltadas 14h.

Número 20 do ranking mundial, Paire joga com o sérvio Dusan Lajovic no quarto jogo da Quadra Central. O francês foi semifinalista em Marselha na última semana, quando venceu o suíço Stan Wawrinka. "Joguei bem semana passada, e isso é bom para mim, mas quero melhorar ainda mais aqui e vencer o título. Tentarei fazer o meu melhor", disse Paire, que já disputou o Brasil Open em 2012.

Paire fará uma transição da quadra dura coberta de Marselha para o saibro descoberto de São Paulo. "Não é fácil, mas tive tempo para me adaptar às condições. Estou treinando e me sentindo bem, vamos ver como isso se traduz no jogo", acrescentou o francês.

Algoz de Nicolas Almagro na estreia, Thiago Monteiro tenta vaga nas quartas não antes de 18h30, contra o espanhol Daniel Muñoz de la Nava, 72º colocado. Rogério Silva e João ‘Feijão’ Souza fecham a programação da Central nas duplas, enquanto o mineiro André Sá e a dupla convidada de Guilherme Clezar e Pedro Bernardi jogam na Quadra 2.

Embalado, Cuevas busca bicampeonato no Brasil Open

Adversário do argentino Facundo Bagnis por volta de 15h30 na Quadra 1, Pablo Cuevas também vem extremamente embalado após seu primeiro título de ATP 500 no Rio de Janeiro, onde derrotou Bagnis na estreia e o espanhol Rafael Nadal nas semifinais. "O objetivo é continuar como venho jogando desde Buenos Aires, com mais tranquilidade e tempo, me mantendo concentrado e atento ao que tenho que fazer", disse o uruguaio.

Em 2015, Cuevas conquistou um de seus quatro troféus no Brasil Open. "Por um lado, a defesa do título já passou, porque o calendário mudou e os pontos já foram descontados. Ou seja, estou tranquilo com isso. Mas, independentemente de ter vencido no ano passado, eu gosto de jogar este torneio", completou.