Rafael Nadal, Fernando Verdasco e Carlos Bernardes no ATP de Doha - Foto: Reprodução TV

Rafael Nadal, Fernando Verdasco e Carlos Bernardes no ATP de Doha - Foto: Reprodução TV

Tênis News
04/01/2016
17:28

Parece que sanção dada pela ATP ao árbitro de cadeira brasileiro Carlos Bernardes que o afastou de arbitrar jogos do espanhol Rafael Nadal no decorrer da temporada 2015 acabou de vez. O afastamento causou polêmica e foi encerrado hoje em Doha, no Qatar.

Bernardes foi o árbitro de cadeira da primeira partida oficial de Rafa Nadal na temporada 2016. Ao lado de Fernando Verdasco, Rafa, curiosamente, perdeu na estreia da chave de duplas para Albert Ramos e Teymuraz Gabashvili.

O jogo foi marcado por uma disputa muito acirrada e dúvidas de marcação corriqueiras, sem discussões entre os atletas e o árbitro brasileiro.

Esta foi a primeira vez desde fevereiro de 2015 que Bernardes comandou uma partida do espanhol. No último encontro entre os dois em quadra, na semifinal do Rio Open, Nadal levou advertência por por demorar para sacar, divergiu do árbitro em algumas marcações de bola, mas a 'gota d'água' foi o espanhol vestir sua bermuda ao contrário, pedir, segundo ele, para trocar novamente a roupa e ser punido por Bernardes por demorar neste processo.

Na ocasião, o espanhol não gostou muito de ser contrariado e esbravejou em direção ao brasileiro ainda em quadra dizendo "que pediria que não arbitrasse mais suas partidas'. A confirmação do pedido à ATP veio à tona por meio do próprio Nadal, no final de maio, em declarou "não ter nada contra Bernardes pessoalmente", que o brasileiro é uma "boa pessoa", mas "quando você tem alguns problemas com o mesmo árbitro, é mais fácil manter uma distância. É melhor para nós dois que eu não estejamos na mesma quadra depois do que aconteceu no Rio".