Bellucci

Thomaz Bellucci (Foto: Divulgação)

TÊNIS NEWS
03/07/2016
17:12
BRAUNSCHWEIG (ALE)

Derrotado na primeira semana em Wimbledon, o paulista Thomaz Bellucci aproveita os sete dias derradeiros para disputar o forte Challenger de Braunschweig, na Alemanha, jogado no saibro e que distribui 106,5 mil euros em prêmios.

Thomaz, 62º no ranking da ATP, é o principal favorito ao título do Challenger. Na estreia, ele enfrenta o convidado alemão Andreas Beck, 286º colocado, a quem derrotou na final que lhe deu o primeiro título de torneio ATP da carreira, o 250 de Gstaad, na Suíça, 2009.

Na época, Beck, que chegou a estar no 33º lugar, ocupava o 51º posto na lista masculina e, derrotando o gaúcho Marcos Daniel na semifinal, caiu em dois sets para o jovem brasileiro vindo do qualificatório e ranqueado na modesta 119ª posição.

Bellucci teve uma semana realmente inspirada na Suíça, que viria a se tornar sua “segunda casa”, pois, até hoje, dos quatro torneios que venceu, três foram no país – Gstaad duas vezes e Genebra. O outro caneco veio na cidade Viña del Mar, no Chile. Vencendo na final do qualifying o então desconhecido Dustin Brown, ele bateu Stan Wawrinka, Nicolas Kiefer e Igor Andreev entre as oitavas e as semifinais do campeonato.

Wawrinka, à época 24º da ATP, era o principal favorito do evento. Além disso, viria ser tudo o que conhecemos hoje: um bicampeão de Grand Slam, que faz frente a três dos maiores jogadores de tênis da história.

O alemão Kiefer nunca venceu um Major, mas foi o 4º colocado do ranking em 2000. Andreev, por sua vez, manteve-se estável por vários anos entre os trinta melhores jogadores do mundo.

Dali pra frente, o tenista de Tietê deu uma arrancada que culminou na entrada, pela primeira vez, no top 40 da ATP, aos 21 anos de idade.