Serena Williams

Serena Williams. Crédito: Tennis Australia

TÊNIS NEWS
22/03/2016
08:50
Indian Wells (EUA)

As polêmicas declarações machistas no último domingo custaram caro para o sul-africano Raymond Moore. Pressionado, ele pediu demissão na noite desta segunda-feira como diretor do torneio de Indian Wells, um dos maiores do mundo.

"Hoje cedo tive a oportunidade de conversar com o Raymond Moore ele me fez saber que decidiu sair de suas funções como CEO e Diretor do torneio imediatamente. Entendi sua decisão", apontou Larry Elisson, dono do torneio na Califórnia.

Moore declarou que as mulheres deveriam agradecer de joelhos a Roger Federer e Rafael Nadal e que o tênis feminino vinha na aba do sucesso do masculino. Serena Williams, Victoria Azarenka, a WTA e outros grandes nomes como Billie Jean King criticaram.

"Quase meio século atrás, Billie Jean King começou sua histórica campanha de tratamento igualitário no tênis feminino. Depois veio um tratamento igual para o tênis feminino. Graças À liderança de Billie Jean, Martina Navratilova, Venus Williams, Serena Williams e outras grandes tenistas de sucesso. Tenho orgulho de dizer que agora temos uma década de longa tradição no nosso torneio em pagar premiação igual para homens e mulheres. Gostaria de agradecer pessoalmente às grandes atletas que lutaram tão duro por tantos anos pela premiação igual e congratulá-las pelo sucesso", continuou Elisson.