icons.title signature.placeholder TÊNIS NEWS
icons.title signature.placeholder TÊNIS NEWS
28/08/2015
22:11

O francês Pierre-Hugues Herbert, 107º do ranking da ATP de 24 anos, chegou à sua primeira final de torneio nível ATP da carreira após bater o norte-americano Steve Johnson, 49º, de virada silenciando a torcida em Winston Salem.

Finalista do Australian Open na duplas ao lado do compatriota Nicolas Mahut, Herbert furou o torneio qualificatório e bateu Johnson em 1h40 de partida pelo placar de 3/6 7/6 (5) 6/2 tendo convertido 19 aces contra 12 do norte-americano, que venceu 79% dos pontos jogados com primeiro serviço contra 76% do francês.

Herbert encara na grande final o sul-africano Kevin Anderson, que precisou de 1h39 para superar o tunisiano Malek Jaziri no confronto totalmente africano. O placar ficou 6/4 6/3 a favor de Anderson, que converteu 11 aces contra três do tunisiano, que venceu 69% dos pontos jogados com primeiro serviço contra 74% de Anderson, que teve vida complicada no primeiro set, mas com uma quebra de vantagem fechou a parcial e ganhou confiança para abrir 3/1 com quebra no segundo set e administrar a vantagem.

O francês encara o veterano sul-africano pela primeira vez no circuito profissional.

O francês Pierre-Hugues Herbert, 107º do ranking da ATP de 24 anos, chegou à sua primeira final de torneio nível ATP da carreira após bater o norte-americano Steve Johnson, 49º, de virada silenciando a torcida em Winston Salem.

Finalista do Australian Open na duplas ao lado do compatriota Nicolas Mahut, Herbert furou o torneio qualificatório e bateu Johnson em 1h40 de partida pelo placar de 3/6 7/6 (5) 6/2 tendo convertido 19 aces contra 12 do norte-americano, que venceu 79% dos pontos jogados com primeiro serviço contra 76% do francês.

Herbert encara na grande final o sul-africano Kevin Anderson, que precisou de 1h39 para superar o tunisiano Malek Jaziri no confronto totalmente africano. O placar ficou 6/4 6/3 a favor de Anderson, que converteu 11 aces contra três do tunisiano, que venceu 69% dos pontos jogados com primeiro serviço contra 74% de Anderson, que teve vida complicada no primeiro set, mas com uma quebra de vantagem fechou a parcial e ganhou confiança para abrir 3/1 com quebra no segundo set e administrar a vantagem.

O francês encara o veterano sul-africano pela primeira vez no circuito profissional.