TÊNIS NEWS
05/05/2016
11:47
MADRI (ESP)

A estadunidense Louisa Chirico, apenas a 130ª da WTA, de apenas 19 anos, não imaginava, na sexta-feira, quando começou o qualifying do Premier de Madri, que uma semana depois estaria alcançando o resultado que é, de longe, o mais expressivo de sua carreira.

Na manhã desta quinta, ela eliminou a australiana Daria Gavrilova, por 7/6(1) e 6/2, e é a primeira semifinalista na Caja Magica, um dos oito maiores torneios femininos do mundo.

Chirico eliminou, na segunda rodada, a sérvia Ana Ivanovic, em três sets, e teve bastante sorte, é verdade, pois não teve que enfrentar a bielorussa Victoria Azarenka, campeã em Indian Wells e Miami, que ontem desistiu do confronto contra Louisa, devido a dores nas costas, nem a tcheca Petra Kvitova, atual campeã na Espanha, eliminada justamente por Gavrilova.

Entretanto, a jovem tenista não tem culpa sobre a infelicidade das duas favoritas, muito menos da eliminação de 15 entre as 16 favoritas [sim, é isso mesmo que você leu] – Halep, 6ª pré-classificada, é a única que permanece viva. Nos Estados Unidos, país que sempre anseia por novos campeões, já há pessoas acreditando na improvável campanha até o título, algo que, a essa altura, faltando apenas dois jogos, não pode ser descartado.

Amanhã, a tenista de New Jersey enfrenta a vencedora do confronto entre Dominika Cibulkova, da Eslováquia, e a convidada romena Sorana Cirstea. Mais uma vez, será a zebra.