Ederson e Alex Sandro

Ederson (à esquerda) e Alex Sandro foram os entrevistados nesta sexta-feira (Foto: Marcio Porto)

Marcio Porto
06/10/2017
19:06
São Paulo (SP)

Com a Argentina na sexta colocação da Eliminatória Sul-Americana para a Copa do Mundo de 2018, surgiu uma comoção pela possibilidade de Messi ficar fora do Mundial da Rússia. A questão, no entanto, não tem relevância para o goleiro Ederson, que será titular da Seleção Brasileira no duelo contra o Chile na próxima terça-feira, em São Paulo, na última rodada da competição. Nesta sexta-feira, o arqueiro do Manchester City se mostrou indiferente à situação do argentino, vencedor de cinco Bolas de Ouro da Fifa.

- Para mim é indiferente. O Brasil já está classificado, então, para mim, se ele (Messi) for ou não, não tem importância - afirmou o goleiro, que substituirá  o titular Alisson e fará sua estreia com a Amarelinha.

A partida do Brasil é de suma importância para a Argentina. O Chile está em 3º lugar com 26 pontos, enquanto a Argentina, em 6º, tem 25. Uma derrota da Seleção pode culminar na eliminação dos hermanos, mas Ederson rechaça qualquer possibilidade de amolecer para os chilenos. Quatro se classificam diretamente para a Copa, enquanto a 5ª disputa a repescagem.

- Todo mundo sabe da importância da última rodada, envolve muitas coisas. Vamos fazer de tudo pela vitória. Só estamos focados na vitória, em nós, e eles (adversários) que foquem neles - afirmou o goleiro.

Ederson também falou sobre outros temas na coletiva desta sexta-feira, após o treino no CT do São Paulo. A Seleção folga neste sábado, volta a treinar domingo na Academia do Palmeiras, e segunda no Allianz Parque, onde encara o Chile na terça. Veja mais da coletiva de Ederson:

Expectativa para jogar:
A partir do momento que ele me comunicou que iria jogar, fiquei tranquilo, porque minha forma de trabalhar é sempre a mesma. Não mudo minha preparação. Estou confiante, feliz por fazer a estreia na seleção.

Jogo para ficar conhecido no Brasil?
Agora estou tendo mais visibilidade, por conta do futebol inglês. É mais visto no Brasil. Tenho aparecido mais. E vai ser importante esse jogo aqui para eu me apresentar, mostrar meu futebol e o que sei fazer. 

Disputa no gol
As vagas estão abertas. Tem muito chão ainda, muita gente pro Tite chamar. Creio que ele vai optar pelos melhores. E temos de respeitar a decisão deles. Se ele optou por mim e pelo Alisson, temos de respeitar.

Cnile
O Chile tem uma frente de ataque muito rápida. Tem o Sanchez que é muito rápido, habilidoso, o Vidal também, uma bola parada muito rápida. Temos de ter cuidado com eles

Importância da partida para jogadores observados
Pode ser um passo a mais. O Brasil tem dois amistosos ainda. Pode ser determinante. Mostrar ao Tite que pode contar comigo

Se for atacado pode mostrar mais?
Não é ser atacado, essas coisas. Acho que o time estará bem compacto. E no momento que eu for solicitado tem de tirar a bola, aliviar lances. Minha cabeça não passa por isso. São momentos do jogo, pode acontecer muita coisa.

Amistosos e jogo com time já classificado
Para quem vem tendo menos oportunidades, são jogos para mostrar o valor que tem, a capacidade. São importantes para eles. Tem de aproveitar e mostrar porque o Tite pode contar com eles.